close
out 8, 2020
out 8, 2020

Power Rankings da Pinnacle para o CS:GO

Como funcionam os Power Rankings da Pinnacle

Power Rankings da Pinnacle: setembro

Evil Geniuses chegam ao topo

Power Rankings da Pinnacle para o CS:GO
Na primeira semana de cada mês, a Pinnacle divulgará a lista oficial de Power Rankings da Pinnacle para o CS:GO, com curadoria de Adam Boothe, oferecendo uma breve análise das equipes, além de algumas menções honrosas que podem não ter entrado para a lista, mas valem a pena ficar de olho.

Como isso funciona

Semelhante a outras abordagens de power ranking (classificação de poder), a abordagem da Pinnacle será centrada na mesma seleção de métricas de desempenho mês a mês. No entanto, três qualidades principais separam as nossas classificações das já oferecidas por outras entidades da comunidade. Não haverá distinção entre o prestígio dos torneios ou os prêmios oferecidos. A classificação incluirá apenas participações em torneios e ligas, incluindo qualificatórias, com um prêmio mínimo de US$ 50.000. No entanto, não haverá qualquer medida de pontos de bônus/adicionais para uma colocação mais alta nesses torneios, uma vez que eles serão incorporados naturalmente nas classificações para sucessivos resultados positivos.

Apenas duas equipes mantiveram um lugar de destaque durante todas as nossas publicações de 2020: FURIA e BIG.

As classificações da Pinnacle também incluirão o "peso" das equipes, com base no fechamento das Money Lines. Todas as equipes participantes dos torneios de amostragem serão posicionadas em uma escala para medir seu desempenho em comparação com seus respectivos preços. Embora não leve em consideração a cobertura de spreads específicos, tanto de séries quanto de mapas, as discrepâncias entre rodadas e as taxas de vitória em mapas serão obviamente incluídas.

Outra diferença entre os Power Rankings da Pinnacle em comparação com os disponíveis no mercado será a estrutura de tempo. Como resultado da atualização mensal da lista e das modificações frequentes na cena durante esse período, equipes que não jogarem durante o mês não serão incluídas. Enquanto sites como o HLTV considerarão que essas equipes estão em declínio em suas classificações, nós intencionalmente não faremos isso para evitar suposições incorretas quanto à possível mudança no nível das equipes com base em resultados distantes.

Finalmente, não haverá nenhum "teste visual" aplicado à classificação. Embora possa não parecer certo encontrar equipes consideradas "inferiores" acima das já estabelecidas "5 Melhores", nossa meta é avaliar o desempenho dos times durante o período limitado de um mês. Essas atualizações são destinadas exclusivamente para a análise de apostas contextuais, no entanto, haverá um recurso antecipando os próximos torneios.

Power Rankings da Pinnacle: outubro

A edição de outubro dos Power Rankings da Pinnacle para o CS:GO acaba de chegar!

Tenha em mente de que se trata de um power ranking atual, e não de um ranking das melhores equipe do mundo de todos os tempos. Esta classificação se baseia apenas no desempenho recente das equipes e não tem como objetivo determinar se elas poderiam ou não perder para outros times que não tenham sido listados. Você não deve fazer quaisquer apostas com base no posicionamento das equipes apresentado nesta lista, assim como você não o faria se estivesse utilizando quaisquer outros sites de ranking.

O torneio considerado para o ranking deste mês foi a ESL Pro League Season 12 (Europa e América do Norte), realizado de 1º de setembro a 4 de outubro de 2020. 24 equipes foram avaliadas, jogando entre 14 e 32 mapas cada.

In-Article-1-Esports-CS-GO-Power-Rankings-Table-october-v2.jpg

Uma explicação sobre os rankings de outubro

Apesar de considerar apenas um campeonato e menos equipes que outras classificações, setembro proporcionou uma das melhores amostras do ano. Embora a rotatividade não tenha sido superior a qualquer um dos outros meses, setembro testemunhou algumas mudanças muito mais significativas.

Este parece ser um bom momento para lembrar você de que as equipes não mantêm suas classificações de um mês para o outro, e o desempenho de cada uma delas é analisado somente em relação ao período específico mencionado acima. Portanto, para que uma equipe seja listada continuamente no ranking, ela deverá produzir resultados consistentes, mês a mês.

Esta é a primeira vez que a mousesports consegue se infiltrar entre os 10 Melhores da Pinnacle, sendo um dos grandes nomes que têm estado notavelmente em baixa ao longo de 2020.

No início de setembro, mencionei que apenas quatro equipes haviam mantido consistentemente suas posições na classificação durante as atualizações de 2020. Agora, essa lista está reduzida a apenas duas: FURIA e BIG. Listadas em lados opostos da classificação dos 10 melhores de outubro, ambas as equipes impressionaram mais uma vez.

A superpotência sul-americana FURIA venceu seu terceiro evento na era online e o segundo desde o intervalo do verão. Na EPL 12, eles destruíram seus oponentes nos mapas Nuke, Inferno e Vertigo, com um resultado impressionante de 13-3. É interessante apontar que as duas derrotas sofridas pela equipe na liga, cortesia dos 100 Thieves e da Chaos, aconteceram depois que a FURIA já havia assegurado seu lugar nos playoffs, quando a equipe estava listada como favorita por uma margem relativamente curta.

No entanto, eles estavam listados a um preço mais justo para a revanche contra os 100 Thieves na grande final e atropelaram os australianos em dois mapas. Além disso, eles conseguiram cobrir o spread do mapa em dois terços de todos mapas jogados.

A formação majoritariamente alemã da BIG aproveitou outro mês de desempenho forte em comparação com seus adversários. Foi interessante refletir sobre o Power Ranking da Pinnacle de setembro, que contou com a Heroic acima da BIG (apesar de a minha classificação pessoal ter sido diferente). A BIG está se mantendo firme por um período mais longo, no entanto, pode ter valido a pena dar uma olhada na classificação anterior, já que os dinamarqueses não apenas tiveram sua revanche contra a BIG, como esmagaram os oponentes em três dos cinco mapas a seguir. 

Enquanto o desempenho dos alemães contra a Heroic no segundo confronto foi decepcionante e prejudicou sua classificação, a única ocorrência que ficou contra eles neste mês foi a eliminação da equipe do grupo inferior dos playoffs, por um preço de 60%, sofrida pelas mãos da mousesports.

As equipes com maior contraste negativo entre agosto e setembro foram a Liquid e os Ninjas in Pyjamas.  Embora a Liquid tenha perdido apenas uma série para as três equipes norte-americanas neste ranking, eles também ganharam apenas um mapa nessas três séries. Além disso, eles perderam mapas para a Triumph, a Cloud9 e a Chaos em que estavam cotados como favoritos incrivelmente curtos, a 80%, 75% e 90%. É ainda mais difícil de acreditar que a Liquid tenha conquistado apenas uma única vitória por 2-0 em seus oito jogos na Pro League. 

A Liquid não conseguiu manter nem mesmo uma taxa de vitória média de 50% em três de seus seis mapas, mantendo apenas dois – Nuke e Overpass – acima de 50%. Enquanto a equipe manteve um recorde perfeito de 3-0 no Overpass contra Triumph, Chaos e Cloud9, é decepcionante descobrir que esse também representou o preço mais baixo para um mapa da equipe durante todo o mês. É possível que a explosão de desempenho da Liquid em agosto tenha sido, em parte, resultado da fase de lua de mel da equipe com o rifler Michael "Grim" Wince, seu novo atirador. Levando isso em consideração, eu confiaria muito mais nos resultados da equipe em setembro.

ESL Pro League Season 12: o único torneio a compor os rankings deste mês.

Depois de três meses respeitáveis, os Ninjas in Pyjamas sofreram uma queda bastante significativa em outubro. Enquanto a equipe teve que jogar seus quatro últimos mapas com Björn "THREAT" Pers como seu treinador, os resultados antes disso foram piores e certamente valeram seu preço. Sua única vitória na série foi um 2-1 sobre a mousesports, um pouco acima de 55%.  Para piorar a situação, eles cobriram o spread do mapa apenas 23% das vezes, uma das quais com seu treinador.

Esta é a primeira vez que a mousesports consegue se infiltrar entre os 10 Melhores da Pinnacle – tenho certeza de que Finn "karrigan" Andersen vai colocar este artigo em uma moldura em cima de sua mesa! A Mouz vem sendo uma das grandes concorrentes ao título que têm estado notavelmente em baixa ao longo de 2020. No entanto, a recente substituição de Özgür "woxic" Eker por Aurimas "Bymas" Pipiras parece ter reanimado a química ou comunicação da equipe. Qualquer que tenha sido a origem da melhora, foi algo significativo.

Nos últimos seis meses com esse AWPer talentoso, a Mouz acumulou um histórico de 25-42 e se manteve vitoriosa em um único mapa. Em quatro dos outros seis mapas, a equipe manteve um índice de vitórias abaixo de 25%. Apesar do retorno limitado com o jovem Bymas, a Mouz manteve três mapas acima de 50% de conversão em setembro, além de todos os mapas acima de 33%. Esse desempenho está longe de ser dominante, mas, considerando que foram os azarões em 80% de suas partidas, podemos dizer que a Mouz foi um dos times mais eficientes ao longo do mês!

A Astralis está de volta ao topo pela primeira vez desde a classificação de junho, e pode se gabar de conquistar esse feito com uma formação levemente diferente.  O líder da equipe, Lukas "gla1ve" Rossander, mencionou que a Astralis tinha o objetivo de chegar às quartas de final da ESL Pro League, mas conseguiram muito mais do que isso ao vencer a temporada inteira! Os dinamarqueses perderam apenas duas séries durante todo o torneio: na primeira, eram favoritos a 60% contra a Complexity; na segunda, com probabilidades curtas de 70% contra os compatriotas da Heroic.

A principal característica de uma boa equipe é aprender com os erros e fazer os ajustes necessários. A Astralis voltou a enfrentar Complexity e Heroic no torneio e venceu ambas as equipes por 2-0, cobrindo o spread em todos os quatro. Eles venceram a Natus Vincere, que estava em ótima forma, por 3-2 na grande final, e de virada! Mais uma vez, a abrangência do pool de mapas dos dinamarqueses ficou evidente, com a equipe mantendo uma taxa de vitória de 50% ou mais em todos os seis mapas jogados, com exceção do Mirage.

O domínio da Astralis ficou estabelecido em dois de seus mapas clássicos, Nuke e Overpass, com um total combinado de 12-1 e a equipe cobrindo o spread do mapa em nove ocasiões. Nas próximas partidas, vale a pena lembrar que a qualidade do time ainda não é a mesma que costumava ser antes da troca de jogadores, e está longe do ápice alcançado nos últimos dois anos.

A classificação de novembro promete ser emocionante, com não apenas um, nem dois, mas TRÊS eventos de nível superior a caminho, cortesia do IEM, do DreamHack e do BLAST Premier. Entre as equipes, voltaremos a ver formações europeias e da CEI que não participam de torneios deste nível desde maio. Nos vemos em novembro!

Página inicial de eSports
Leia mais artigos sobre o CS:GO aqui
  • Tags

Sobre o autor

Adam Boothe

Adam landed in the world of esports betting by happenstance and with no premeditated notions it would ever be a long term endeavour. With few individuals having years of experience working on esports, and many less being willing to share, his articles cater to novice and veterans alike. Adam's approach is centered on bringing traditional trading methodology to the esports niche.

Mostrar mais Mostrar menos