close
mai 20, 2020
mai 20, 2020

Os efeitos do uso de um substituto no CS:GO

Como usar um substituto ou suplente

Fazendo com que um substituto se adapte à equipe

A adaptação a um substituto

O impacto do uso de um substituto

Os efeitos do uso de um substituto no CS:GO

Ocasionalmente, no CS:GO, as equipes precisam optar por usar jogadores substitutos ou suplentes. Com equipes como a Astralis expandindo sua lista para sete membros para permitir substituições, o ex-jogador profissional de CS:GO Mathieu “Maniac” Quiquerez analisa o impacto que isso pode ter nas equipes.

No Counter-Strike, as equipes geralmente precisam usar substitutos ou suplentes. Como isso afeta seu desempenho e por quais fatores? Não é necessário dizer que tive que enfrentar essa situação muitas vezes quando estava jogando, tanto como parte de uma equipe que perdeu um membro ou como o substituto que estava ajudando uma equipe.

Também tive o prazer de analisar e estudar essas ocorrências nos últimos dois anos. Primeiro, explicarei duas abordagens diferentes pelas quais uma equipe pode utilizar um substituto, discutindo os prós e contras de ambas. Por fim, abordarei o impacto de escalar um substituto sobre o aspecto mental de uma equipe durante jogos oficiais.

Fazendo com que um substituto se adapte à equipe

Se você me permitir usar uma categorização "meia-boca", um dos fatores que podemos observar ao falar sobre um substituto é a posição e o papel que eles desempenham durante os jogos. Basicamente, a equipe está se adaptando ao substituto ou o substituto está se adaptando à equipe. Vamos primeiro considerar o caso em que o substituto tentará preencher exatamente o papel do jogador que está faltando.

Ter um substituto disponível em suas fileiras durante um jogo oficial sempre aliviará parte da pressão.

Pensando pelo lado positivo, colocar o seu substituto nessa posição permitirá que o seu capitão do jogo confie fortemente no seu guia de estratégias e estilo de jogo preexistentes. Haverá muito pouca necessidade de inventar execuções e soluções espontâneas para formações ofensivas ou defensivas. Além disso, também é possível fazer uma preparação mais eficiente nesse cenário porque os papéis a serem desempenhados pelo substituto são conhecidos e já foram teorizados e podem ser apresentados de maneira inteligível.

É aqui que as coisas podem ficar confusas neste mundo teoricamente tão bonito. Notoriamente, não há margem de erros para execuções precisas, cronometradas e bem entrosadas. Para que as táticas funcionem, todo e qualquer membro da equipe geralmente precisa de sincronicidade específica, com o uso calculado de utilitários, etc. Ao adicionar um substituto a essa combinação, você aumenta consideravelmente as probabilidades de que sejam cometidos erros durante a tática mencionada e, portanto, todo o processo poderá dar errado. O mesmo pode ser dito sobre as defesas e estratégias preparadas.

Uma coisa é discutir onde os jogadores A, B e C estarão e para onde estarão olhando, mas são necessárias horas de prática para que todos saibam as reações de seus colegas de equipe em todos os diferentes cenários que podem ocorrer.

Em meio ao caos, pode ser ainda pior supor erroneamente que seu companheiro de equipe, nesse caso o substituto, reagirá de acordo com os protocolos, em vez de simplesmente saber que você está por conta própria e precisa agir. Tentar otimizar a entrada de um substituto fazendo com que ele se encaixe na estrutura da equipe claramente tem vantagens, mas, como acontece com um relógio, qualquer pequeno erro pode transformar tudo em um desastre.

A adaptação a substitutos

Alguns líderes de equipe chegaram à essa conclusão com o passar do tempo e, mesmo que seja um fenômeno mais raro, às vezes vejo equipes que usam seu substituto literalmente como um coringa. Elas dão ao substituto toda a liberdade do mundo para ser agressivo, seja no ataque ou na defesa, permitindo que eles "apostem seus stacks" onde acharem conveniente e usem qualquer arma que desejarem.

Colocar o seu substituto nessa posição permitirá que o seu capitão do jogo confie fortemente no seu guia de estratégias e estilo de jogo preexistentes.

A vantagem óbvia dessa abordagem é que você maximizará o desempenho individual do substituto. Não é incrível poder jogar CS:GO e fazer, literalmente, o que você quiser? A equipe também se tornará muito mais difícil de prever, porque qualquer tipo de planejamento ou preparação de combate às estratégias se tornará automaticamente nula e sem efeito.

Permitir que um substituto tenha esse tipo de liberdade também será extremamente perturbador para a equipe adversária. Provavelmente, o substituto não respeitará exatamente as regras tácitas do Counter-Strike e será frequentemente mais agressivo do que o paradigma estratégico usual supõe. Essa abordagem é, obviamente, uma faca de dois gumes, porque depende muito do momento.

Se você é um líder no jogo e decide seguir esse caminho com seu substituto, precisará que seus jogadores vençam as rodadas por si mesmos, além de limitar a profundidade tática do seu estilo de jogo. Os problemas começarão quando o seu time encontrar um obstáculo e você precisar de algumas jogadas para se livrar de uma situação complicada.

Além disso, permitir que um substituto jogue como quiser também exige muita flexibilidade do restante do time, que precisará focar nele e acomodá-lo. Como resultado, as performances que você obterá dos outros indivíduos certamente serão inferiores ao normal. Um jogo de CS:GO contando com um jogador coringa terá que ser basicamente unidimensional para ter sucesso a longo prazo, mas pode ajudá-lo a ganhar algumas partidas bastante insanas (e engraçadas).

O impacto do uso de um substituto

Por fim, ter um substituto disponível em suas fileiras durante um jogo oficial sempre aliviará parte da pressão. Este artigo não tem como objetivo falar sobre o porquê isso acontece, mas é possível mencionar expectativas reduzidas, a atitude de quem não tem "nada a perder", uma maior pressão sobre o oponente, etc. Já estive nessa posição e sei que é uma sensação de certa forma confortável começar um jogo pensando que todas as rodadas que você vencer afetarão seu oponente mentalmente.

Frequentemente, é nessas circunstâncias que os melhores jogadores tendem a ter performances brutais por não estarem presos aos limites dos protocolos usuais e poderem adotar uma mentalidade diferente. Além disso, alguns jogadores realmente alcançam desempenhos bem acima da média quando percebem que seu time, como um todo, não terá a capacidade de vencer um jogo taticamente porque está jogando com um substituto.

Eles então jogam de forma mais agressiva, assumem mais riscos e "carregam" as equipes. Mesmo que possa ser mentalmente relaxante, ou até mesmo motivador, às vezes, ter um substituto escalado nunca será realmente um motivo de alegria. Haverá algumas vantagens, dependendo de como se decide abordar a situação e como incluir o substituto na estrutura da equipe, mas sempre será um enorme desafio a ser enfrentado nessas circunstâncias.

Página inicial de eSports
Leia mais artigos sobre CS:GO aqui
  • Tags

Sobre o autor

Mathieu Quiquerez

Now retired from being a professional player for teams including LDLC and Titan, Mathieu “Maniac” Quiquerez has become a widely recognised CS:GO analyst, featuring at events such as ESL One New York and the BLAST Pro Series. Alongside his immense knowledge of the game and its past iterations (having competed in CS:GO, CS: Source and CS 1.6), Mathieu is also the third highest earning Swiss esports player of all time.

Mostrar mais Mostrar menos