jul 22, 2021
jul 22, 2021

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: prévia do torneio de futebol masculino

Quais são os países favoritos para vencer o torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020?

Futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: quais equipes podem surpreender?

Prévia e probabilidades para o futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Esperanças de medalhas para o futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: prévia do torneio de futebol masculino

Algumas das jovens estrelas mais talentosas do futebol mundial tentarão conquistar uma medalha olímpica no futebol masculino em Tóquio 2020. O Brasil conseguirá defender o título, o Japão conquistará o ouro em casa ou outra seleção subirá ao topo do pódio? Confira a nossa prévia para o futebol masculino em Tóquio 2020.

Torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: programação

De quinta-feira, 22 de julho, a quarta-feira, 28 de julho: fase de grupos

Sábado, 31 de julho: quartas de final

Terça-feira, 3 de agosto: semifinais

Sexta-feira, 6 de agosto: disputa pela medalha de bronze

Sábado, 7 de agosto: grande final, valendo a medalha de ouro

Torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: grupos

Grupo

Equipes

Grupo A

França, Japão, México, África do Sul

Grupo B

Honduras, Nova Zelândia, Romênia, Coreia do Sul

Grupo C

Argentina, Austrália, Egito, Espanha

Grupo D

Brasil, Alemanha, Costa do Marfim, Arábia Saudita

As duas primeiras equipes de cada grupo avançarão para as quartas de final. A partir desse ponto, o torneio adotará uma chave de eliminação direta, com as duas equipes semifinalistas perdedoras jogando uma partida valendo a medalha de bronze. Cada equipe foi autorizada a convocar um elenco de 22 jogadores, incluindo não mais do que três nascidos em ou antes de 1º de janeiro de 1997.

Torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: quem são os favoritos?

Equipe

Probabilidades

Espanha

2,940*

Brasil

4,040*

Japão

6,770*

França

7,060*

Argentina

10,090*

Alemanha

11,100*

Coreia do Sul

16,140*

México

21,190*

A Espanha lidera por pouco o mercado de apostas, cotada a 2,940*, principalmente como resultado de uma lista de convocados repleta de talentos estelares. O técnico Luis de la Fuente convocou nomes como Unai Simon, Pau Torres, Eric Garcia e Pedri, que recentemente chegaram às semifinais da Euro 2020 representando o país, ocasião em que Pedri também foi consagrado com o prêmio de Jovem Talento do Torneio.

Liderado por Andre Pierre-Gignac, o ataque da França se apoia na experiência.

Outras convocações notáveis são Marco Asensio, do Real Madrid; Dani Ceballos, meio-campista do Arsenal; e o atacante Dani Olmo, do RB Leipzig. A quantidade e variedade de talentos à disposição de Fuente permitirão que o técnico alterne confortavelmente a composição da equipe em meio ao calendário apertado do torneio, e qualquer coisa menos que uma medalha para os favoritos absolutos seria certamente considerado uma decepção.

O Brasil segue a Espanha de perto, listado a 4,040*. Os campeões em título triunfaram nos pênaltis contra a Alemanha na final da Rio 2016, conquistando o primeiro ouro da seleção no futebol olímpico masculino e, ao que tudo indica, a atual formação da equipe brasileira está pronta para batalhar pela conquista de títulos consecutivos. A equipe será capitaneada por Dani Alves, veterano jogador do São Paulo, com 38 anos, e sua experiência imensa, que deve se provar valiosa para o bom desempenho brasileiro torneio.

Como era de se esperar, o Brasil conta com várias opções poderosas no ataque, incluindo Matheus Cunha, do Hertha Berlin, que marcou 18 gols em 19 partidas pela seleção sub-23; Gabriel Martinelli, do Arsenal; e Malcom, ex-atacante do Barcelona. Embora o meio-campo possa ser considerado um ponto fraco em potencial, a seleção parece preparada para capitalizar sobre o talento bruto dos jogadores para superar a maioria das outras equipes no torneio.

O Japão (6,770*) vem sendo cada vez mais elogiado por causa do talento de seus jogadores mais jovens, indicando que a batalha olímpica será um ótimo desafio para o esquadrão japonês. A nível de clubes, a equipe se divide entre jogadores atuantes no país e na Europa, e é capitaneada pelo zagueiro da Sampdoria e ex-jogador do Southampton, Maya Yoshida.

No entanto, talvez o nome mais notável da escalação japonesa seja o meio-campista Takefusa Kubo, do Real Madrid. Embora ainda não tenha entrado em campo com a camisa dos Culés, Kubo entregou um desempenho bastante encorajador em suas passagens recentes, por empréstimo, pelo Villarreal e o Getafe, além de ostentar 11 partidas pela seleção nacional. Ao lado de Ritsu Doan, do PSV, e Wataru Endo, do Stuttgart, ele deve ser responsável por colocar o Japão em campo com um dos meio-campos mais talentosos do torneio.

Mesmo depois de amargar uma série de obstáculos, com clubes franceses se recusando a liberar jogadores para participar dos Jogos Olímpicos, a seleção da França (7,060*) chega para o evento com uma equipe ainda forte, principalmente na área da defesa. De fato, Timothee Pembele, do PSG, Pierre Kalulu, do AC Milan, e Modibo Sagnan, da Real Sociedad, tiveram campanhas produtivas a nível de clubes, enquanto o goleiro Paul Bernardoni já fez participações em várias equipes europeias importantes.

No ataque, a confiança fica por conta da experiência, cortesia do ex-atacante do Newcastle United e do Marseille, Florian Thauvin, além do capitão Andre-Pierre Gignac. Embora não tenha defendido a camisa da seleção em qualquer nível desde 2016, Gignac tem apresentado números consistentemente impressionantes na Liga MX, marcando 149 gols em 261 partidas pelo Tigres UANL.

Torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: azarões notáveis

A seleção da Coreia do Sul (16,140*) vem entregando grandes resultados continuamente no nível juvenil (sub-20 e U-23) na Ásia, faturando o ouro nas edições 2014 e 2018 dos Asian Games, assim como no 2020 AFC U-23 Asian Championship. Muitos defendem que os coreanos deveriam ter chegado às semifinais da Rio 2016, mas perderam por 1 a 0 para Honduras nas quartas-de-final, em uma partida que dominaram amplamente.

A equipe de Kim Hak-bum é predominantemente composta por talentos atuantes na Coreia do Sul, com Hwang Ui-jo, do Bordeaux, e Lee Kang-in, do Valência, sendo as únicas exceções. Lee é amplamente considerado uma estrela em ascensão e estabeleceu o recorde da La Liga na última temporada por ser o jogador mais jovem a marcar dois gols na mesma partida.

Apesar de a Costa do Marfim (51,430*) ter sido sorteada para um grupo difícil que inclui Brasil e Alemanha, a equipe chega para o torneio repleta de nomes notáveis. O zagueiro Eric Bailly, do Manchester United, deve liderar a defesa com a ajuda de Wilfried Singo, do Torino, e Ismael Diallo, do Ajaccio. Franck Kessie, do AC Milan, estará gerenciando o meio-campo, indicando que a equipe poderia se provar muito resiliente defensivamente.

As opções para o ataque incluem Amad Diallo, parceiro de Bailly no Manchester, e toda a experiência do atacante Max Gradel. Embora os homens de Soualiho Haidara estejam diante de um desafio que exigirá o melhor desempenho de suas vidas se quiserem se classificar a partir do Grupo D, uma campanha até os estágios finais das Olimpíadas pode não estar tão longe de seus pés.

Lembre-se de conferir a nossa prévia para o torneio de futebol feminino dos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020. Obtenha as melhores probabilidades e aposte em diversos mercados Olímpicos com a Pinnacle.

Probabilidades sujeitas a alteração

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.