Antevisão do Grupo E do Campeonato do Mundo de Futebol

Antevisão do Grupo E do Campeonato do Mundo de Futebol

Previsões do Grupo E do Campeonato do Mundo de Futebol

Quem se qualificará no Grupo E do Campeonato do Mundo?

Probabilidades de apostas no Grupo E

Antevisão do Grupo E do Campeonato do Mundo de Futebol

A pentacampeã equipa do Brasil lidera o grupo, mas poderá a Sérvia trazer-nos uma surpresa? Leia esta análise dos especialistas com a antevisão do Grupo E do Campeonato do Mundo de Futebol e as previsões que precisa antes do torneio.

Previsões do Grupo E do Campeonato do Mundo de Futebol: o que dizem as probabilidades?

Previsões do Grupo E do Campeonato do Mundo de Futebol

Posição

Equipa

Pontos Mais de/Menos de

1

Brasil

7,5

2

Sérvia

3,5

3

Suíça

3,5

4

Costa Rica

1,5

 

Brasil

Classificação Mundial Elo: 1

Classificação das melhores equipas do Campeonato do Mundo da Pinnacle: 1

Melhor desempenho anterior: Vencedores (1958, 1962, 1970, 1994, 2002)

Melhor marcador na fase de qualificação: Gabriel Jesus (7 golos)

Principal jogador: Neymar

Probabilidades de avançar da fase de grupos: 1,035*

Probabilidades de ganhar o Campeonato do Mundo: 5,030*

Depois da desilusão ocorrida no Campeonato do Mundo de que foi anfitriã, a seleção do Brasil está de volta e pretende provar do que é capaz na Rússia.

Os brasileiros superaram a fase de qualificação, liderando o notoriamente difícil torneio de qualificação na América do Sul por uns claros dez pontos. Tinham os melhores registos defensivos e ofensivos na região, distanciando-se das restantes equipas após uma ronda de qualificação extremamente longa com 18 jogos.

Convenientemente para os apostadores, o selecionador Tite divulgou a equipa que iniciará o jogo inaugural contra a Suíça, desde que não ocorram lesões.

A força atacante do 11 inicial é notória. Com Philippe Coutinho e Neymar, os brasileiros podem levar para o campo os dois jogadores mais caros de todos os tempos, e Gabriel Jesus já é um exímio finalizador com apenas 21 anos. Paulinho proporcionará igualmente outra ameaça atacante a partir do meio campo e contribuiu com seis golos na fase de qualificação.

O Brasil também pode pôr em campo uma defesa cheia de estrelas. Dani Alves e Marcelo formam possivelmente o melhor duo de centrais no torneio e são os jogadores que mais contribuições fazem tanto no ataque como na defesa. A dupla de defesas centrais constituída por Miranda e Marquinhos é, simultaneamente atlética e concentrada na bola, enquanto Alisson, do Roma, se tornou num dos guarda-redes mais bem classificados do mundo.

A única preocupação com a equipa do Brasil é o seu alinhamento no meio campo. Casemiro, Renato Augusto e Paulinho proporcionam imensa energia, mas não se sentem tão confortáveis com a bola como os jogadores que a Espanha, a Alemanha e a França podem pôr em campo. Este aspeto pode prejudicar a capacidade do Brasil em dominar a posse de bola e colocar demasiada ênfase criativa sobre os ombros de Coutinho e Neymar.

Contudo, esta não deve ser uma preocupação na fase de grupos. A habilidade bruta do ataque brasileiro deve ser suficiente para os levar adiante de forma confortável. A Suíça e, em particular, a Sérvia serão bons testes para o Brasil, mas em jogos renhidos, os brasileiros possuem talentos como Roberto Firmino e Willian que podem sair do banco e mudar o jogo a seu favor.

Estarão ansiosos por encabeçar o grupo e evitar um potencial duelo com a Alemanha, que os derrotou reconhecidamente em 2014. Assim, uma aposta em como os brasileiros ganham o Grupo E com probabilidades de 1,263* deverá ser relativamente segura.

Suíça

Classificação Mundial Elo: 14

Classificação das melhores equipas do Campeonato do Mundo da Pinnacle: 15

Melhor desempenho anterior: Quartos de final (1934, 1938, 1954)    

Melhor marcador na fase de qualificação: Haris Seferović (4 golos)

Principal jogador: Xherdan Shaqiri

Probabilidades de avançar da fase de grupos: 2,110*

Probabilidades de ganhar o Campeonato do Mundo: 162,150*

A Suíça tem-se tornado presença habitual no Campeonato do Mundo ao tirar partido da sua “Geração de Ouro”. Graças aos jogadores vencedores do Campeonato do Mundo de Sub-17, a equipa tem-se qualificado para os últimos três campeonatos.

A Suíça teve um grupo de qualificação muito fraco, sendo Portugal a única outra equipa a qualificar-se para os jogos de um Campeonato do Mundo. Foram catapultados para os lugares cimeiros desse grupo pelos portugueses devido à diferença de golos e tiveram de suportar um play-off com os nervos à flor da pele contra a Irlanda do Norte.

A Suíça está um nível abaixo das principais equipas da Europa, mas é capaz de produzir um ou outro resultado surpresa. Xherdan Shaqiri, o “Messi dos Alpes” proporcionou-lhes alguns dos melhores momentos em torneios. Marcou o “hat-trick” mais recente em jogos do Campeonato do Mundo (apenas o 50.º da história) no Brasil e fez um extraordinário pontapé de bicicleta no Euro 2016.

Shaqiri conseguiu alguma consistência para o seu clube, o Stoke, mas a sua propensão para produzir momentos de magia seguidos de exibições anónimas (os três golos contra as Honduras foram os seus únicos golos marcados no Brasil) ajusta-se à capacidade da Suíça em criar uma surpresa ocasional, mas em última análise, em não ameaçar as principais equipas.

Terão muito trabalho pela frente para se qualificarem neste grupo. É pouco provável que a Suíça desafie o Brasil no seu jogo inaugural e poderão ter de jogar à apanhada no segundo jogo contra a Sérvia, a maior ameaça ao seu lugar de qualificação. Uma derrota nesse jogo poderá pôr fim ao campeonato e, assim, terão de fazer um grande desempenho nos momentos mais importantes.

Enfrentando uma dura batalha pelo segundo lugar, os suíços correm um perigo real de não chegarem aos 16 avos de final na Rússia. Uma aposta em como a Suíça não avança no grupo está disponível com probabilidades de  1,740* e poderá proporcionar valor considerando a hipótese de o lugar lhes ser usurpado por uma Sérvia mais capaz.

Costa Rica

Classificação Mundial Elo: 31

Classificação das melhores equipas do Campeonato do Mundo da Pinnacle: 27

Melhor desempenho anterior: Quartos de final (2014)           

Melhor marcador na fase de qualificação: Marco Ureña (4 golos)

Principal jogador: Keylor Navas

Probabilidades de avançar da fase de grupos: 5,760*

Probabilidades de ganhar o Campeonato do Mundo: 464,300*

A Costa Rica foi uma surpresa e peras no Brasil. “Los Ticos” tinham poucas hipóteses de se qualificarem num grupo que continha três antigos vencedores do Campeonato do Mundo, mas surpreenderam toda a gente ao ocuparem o primeiro lugar do grupo.

Teoricamente, este é um grupo mais fácil do que o que a Costa Rica encontrou em 2014, mas esta equipa está em pior forma física do que aquela que teve tão bom desempenho no Brasil. Jogadores importantes dessa corrida aos quartos de final tiveram dificuldades em conseguir jogar ao nível dos seus clubes.

Joel Campbell proporcionou ritmo e ameaça no ataque, mas não marca pelo seu país desde 2016 e não conseguiu cumprir as expectativas do seu potencial. Christian Gamboa era a estrela principal no Brasil, mas não tem jogado pelo Celtic.

O impulsionador Bryan Ruiz é capaz de já ter passado o seu auge e tem tido dificuldade em conseguir tempo de jogo no Sporting nesta época. Entretanto, o ponta de lança e principal marcador na fase de qualificação, Marco Ureña, joga no MLS, uma equipa de gabarito inferior relativamente às suas contrapartes no Grupo E.

Um homem cuja carreira despoletou a partir desse torneio é Keylor Navas que é agora o guarda-redes titular do Real Madrid. Se ele repetir as proezas de 2014, então a Costa Rica tem uma hipótese remota de progredir neste grupo.

Apesar disto, “Los Ticos” estarão em segundo lugar nas preferências em todos os jogos que jogarem. A Sérvia e a Suíça têm jogadores superiores, enquanto é provável que o Brasil fique pressionado com o golo da Costa Rica. Ganhar um jogo deverá ser considerado um desempenho impressionante desta equipa costa-riquenha e, assim, apostar em como obtêm menos de 1,5 pontos com probabilidades de 1,840* poderá ser uma aposta sensata.

Sérvia

Classificação Mundial Elo: 24

Classificação das melhores equipas do Campeonato do Mundo da Pinnacle: 27

Melhor desempenho anterior: Quarto lugar (como parte da Jugoslávia em 1930 e 1962)            

Melhor marcador na fase de qualificação: Aleksandr Mitrovic (6 golos)

Principal jogador: Nemanja Matic

Probabilidades de avançar da fase de grupos: 2,160*

Probabilidades de ganhar o Campeonato do Mundo: 212,510*

Uma campanha de qualificação impressionante permitiu que a Sérvia liderasse um grupo contendo o País de Gales, semifinalistas do Euro 2016, e a talentosa equipa da Áustria.

A Sérvia é conhecida por ter uma defesa sólida e pode contar com a experiência de Branislav Ivanovic e Aleksandr Kolarov.

É na área do meio campo central que a Sérvia possui qualidade da qual a maior parte das outras equipas no torneio sentirão inveja. Nemanja Matic, do Manchester United, é o líder nesta área e é um nome que os adeptos do futebol conhecem depois de uma época soberba no Chelsea. A ele na equipa junta-se o “Sr. Confiança” Luka Milivojevic, do Crystal Palace, e o médio criativo e muito pretendido Andrija Zivkovic.

A joia na coroa da Sérvia é Sergej Milinkovic-Savic, da Lazio, que é um dos melhores jogadores atualmente do futebol mundial. O médio de 23 anos possui uma combinação rara de capacidade atlética de elite e competência técnica soberba que o torna um oponente único para a defesa das equipas adversárias. Tendo chegado relativamente tarde à equipa sérvia, cabe ao selecionador Mladen Krstajić tirar o máximo de partido de um jogador que poderia “iluminar” o torneio.

Normalmente, a Sérvia joga numa formação em 4-2-3-1 para tirar o máximo de partido dos seus jogadores criativos atrás de um avançado solitário. Zivkovic é acompanhado por Dusan Tadic e Adem Ljajic nestas posições. Todos estes jogadores possuem uma técnica fantástica e a capacidade de desbloquear a defesa adversária.

A situação do avançado da Sérvia também parece ser mais promissora agora do que era em janeiro. Aleksandr Mitrovic redescobriu a forma física que o tornou num jovem talento promissor emprestado ao Fulham, enquanto o jovem Luka Jovic produziu uma média de 0,82 golos esperados por jogo esta época no Eintracht Frankfurt e, por esse motivo, já é considerado uma ameaça atacante ao mais alto nível.

A falta de experiência dos sérvios em torneios desta natureza pode ser um fator que funciona contra eles. Felizmente para a Sérvia, um jogo de abertura com a equipa mais fraca do grupo, a Costa Rica, proporciona-lhes a oportunidade perfeita para progredirem com facilidade no torneio. Uma vitória nessa partida garante que esse resultado positivo contra a Suíça os coloca à frente numa posição de comando antes de um difícil jogo final contra o Brasil.

Considerando tudo o que tem a correr a seu favor e a forma vantajosa como as partidas foram estruturadas, apostar em como a Sérvia avança neste grupo pode oferecer valor aos apostadores que acreditam que a qualidade desta equipa pode ultrapassar alguma falta de experiência a este nível.

A seguir: Antevisão do Grupo F do Campeonato do Mundo de Futebol

Obtenha as melhores probabilidades para o Campeonato do Mundo de 2018 e os melhores conselhos de apostas para o Campeonato do Mundo com a Pinnacle.

Probabilidades sujeitas a alteração

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.