jun 28, 2021
jun 28, 2021

Wimbledon 2021: prévia do tênis masculino da ATP

Previsões e probabilidades para o torneio masculino de Wimbledon 2021

Quem levará a glória de Wimbledon 2021?

Torneio masculino de Wimbledon 2021: quem são os favoritos?

Wimbledon 2021: estatísticas do tênis masculino da ATP

Wimbledon 2021: prévia do tênis masculino da ATP

O torneio masculino de Wimbledon começa em 28 de junho em Londres. Antes do início do Grand Slam, Dan Weston faz uma prévia dos favoritos e dos candidatos ao título.

Ouça ao Advantage Bettors

Informe-se e faça suas previsões antes de Wimbledon 2021 com o podcast Advantage Bettors, da Pinnacle Podcast, sob o comando do anfitrião James Gregg, do tricampeão Mats Wilander e do especialista em tênis Dan Weston.


Previsões para Wimbledon 2021: Djokovic dominará novamente?

O primeiro Grand Slam na grama desde 2019 será um evento fascinante. O principal problema para os analistas, é que não sabemos realmente quais jogadores contam com dados recentes de bom desempenho em quadras de grama.  Muitos jogadores em torneios masculinos e femininos não jogam uma partida competitiva nessa superfície há dois anos, e fazer afirmações claras sobre o desempenho de um jogador é um processo bastante complicado.

Com isso em mente, é sempre mais fácil fazer previsões quando um jogador conta com dados atualizados, além de um histórico positivo em partidas na grama, e isso obviamente se aplica ao favorito do torneio, Novak Djokovic. Atualmente, o número um do mundo está cotado a 1,800* para levar o título no mercado de apostas futuras (todos os preços são listados com a ressalva de que Djokovic deve jogar para que as apostas tenham validade), e os apostadores podem querer considerar se o preço curto de Djokovic se deve à natureza mais restrita das partidas em quadras de grama e se a estrela poderia estar vulnerável em uma partida contra um grande sacador.

No nosso podcast Advantage Bettors, Mats Wilander comentou que Djokovic poderia estar em desvantagem contra vários jogadores nas primeiras rodadas e essa talvez não seja a situação ideal para apostar em um jogador com probabilidades curtas. Enfrentar Kevin Anderson na segunda rodada poderia se provar um grande desafio para o sérvio.

Previsões para Wimbledon 2021: quem está no páreo?

Cinco jogadores aparecem no próximo nível de jogadores – vamos nos referir a eles como "nível dois" –, com Daniil Medvedev (8,000*), Stefanos Tsitsipas (8,750*), Roger Federer (10,000*), Matteo Berrettini (13,000*) e Alexander Zverev (16,000*) sendo os únicos outros com preços abaixo de 34,00.

Roger Federer pode ser prejudicado por sua falta de tempo na quadra.

Dentre os candidatos ao título, Medvedev parece um segundo favorito digno, considerando seus números em quadras duras/cobertas este ano. Ele vem mostrando uma melhoria contínua, e seu histórico em condições mais rápidas (caso das quadras de grama) também é muito positivo.

Tsitsipas e Berrettini são outros dois competidores que melhoraram notavelmente nos últimos 12 meses, e Berrettini venceu o Queen’s Club Championships na semana passada. Ele mantém um excelente histórico de saques, convertendo mais de 72% dos pontos de saque em quadras duras/cobertas este ano, e este será um aspecto muito difícil de quebrar nas quadras rápidas de grama.

Seria difícil encontrar muitos fãs do tênis que não desejam ver Roger Federer vencer em Wimbledon, mas a lenda suíça jogou apenas oito partidas desde janeiro de 2020, perdendo três, além de ter desistido antes de sua partida da quarta rodada em Roland Garros. Ele chega a Wimbledon em forma medíocre, incluindo 15 chances de break-point na sua derrota para Felix Auger-Aliassime no ATP de Halle semana passada, um torneio em que o campeão tradicionalmente se dá muito bem.

No podcast, discutimos como seria o sucesso de Federer e algo entre chegar à segunda semana e vencer qualquer jogador com exceção de Novak Djokovic parece uma expectativa razoável. Ele é um dos melhores jogadores do mundo em quadras de grama, mas não teve tempo para competir recentemente, o que não é ideal aos quase 40 anos de idade.

Previsões para Wimbledon 2021: conheça os azarões

No "nível três", temos vários nomes mais jovens e jogadores com pouca exposição, mas que poderiam certamente surpreender na grama. Entre eles, temos Andrey Rublev (34,000*), Jannik Sinner (36,000*), Aslan Karatsev (36,000*), Denis Shapovalov (41,000*), além da rara participação de Nick Kyrgios (51,000*) no torneio.

O australiano jogou ainda menos que Federer – apenas dois eventos em seu país em fevereiro deste ano –, mas costuma ser excelente em quadras de grama, e será fascinante ver como ele se aproxima do torneio. Um confronto na primeira rodada com Ugo Humbert, que venceu o evento de aquecimento de Halle na grama na semana passada, será certamente complicado e, sem dúvida, um dos jogos mais interessantes da etapa.

Finalmente, uma prévia de Wimbledon não seria possível sem uma discussão sobre Andy Murray. O escocês foi sorteado para o segundo grupo, estrelado por Tsitsipas, e enfrenta o inconsistente georgiano Nikoloz Basilashvili na primeira rodada. Murray superou outro oponente inconsistente, Benoit Paire, na primeira rodada do Queen's na semana passada, antes de ser derrotado por Berrettini na segunda rodada.

Assim como é o caso de Federer, vale a pena imaginar o que seria o sucesso para Murray – superar Denis Shapovalov na terceira rodada seria uma conquista bastante respeitável. Para os leitores dispostos a acreditar que Murray poderia retornar à boa forma e surpreender, faturando um terceiro título de Wimbledon, o mercado de apostas futuras lista o tenista a 71,000*.

Lembre-se de conferir também a prévia de Dan para o evento feminino de Wimbledon deste ano.

Probabilidades sujeitas a alteração

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.