ago 27, 2021
ago 27, 2021

US Open 2021: prévia do tênis masculino da ATP

Previsões e probabilidades para o torneio masculino do US Open 2021

Quem levará o título do US Open deste ano?

US Open 2021 da ATP: quem são os favoritos?

Estatísticas do US Open 2021 da ATP

US Open 2021: prévia do tênis masculino da ATP

Há poucos dias da estreia do US Open, é hora de examinar as condições e os candidatos ao título masculino de um dos maiores eventos do tênis. Algum tenista será páreo para o grande favorito, Novak Djokovic? Continue lendo para fazer previsões informadas para o US Open 2021.

Ouça ao podcast Advantage Bettors

Informe-se e faça suas previsões antes do US Open 2021 com o podcast Advantage Bettors, da Pinnacle Podcast, sob o comando de James Gregg, do campeão de 1988 Mats Wilander e do especialista em tênis Dan Weston.

US Open 2021: quem são os favoritos?

O número um do mundo, Novak Djokovic, está a apenas um Grand Slam não apenas de vencer todo o calendário de Slams deste ano (uma conquista incrível), mas também de conquistar seu 21º título de Grand Slam. Essa façanha colocaria o tenista um título a frente de Roger Federer e Rafael Nadal (com 20 cada) e pode fazer pender a seu favor a balança do debate sobre qual das três estrelas pode ser considerada o maior tenista de todos os tempos.

Este será o primeiro torneio de Djovokic desde as Olimpíadas de Tóquio.

O mercado de apostas futuras sugere que Djokovic será incrivelmente difícil de vencer. Cotado a 1,775*, ele lidera o ranking de favoritos, seguido por Daniil Medvedev (4,990*) e Alexander Zverev (6,970*), os únicos outros jogadores com preços de um dígito.

Apesar disso, Djokovic chega para o torneio depois de uma Olimpíada sem brilho, o único evento do qual participou desde que venceu Matteo Berrettini pelo título de Wimbledon no início de julho. Ele perdeu a semifinal e a disputa pela medalha de bronze em Tóquio antes de se retirar abruptamente da disputa entre duplas mistas.

Compreender as condições prováveis é fundamental para não ser fortemente influenciado pelo viés de recência. Nos últimos três anos no US Open, a porcentagem de pontos de serviço obtidos no evento masculino esteve 1% abaixo do valor médio em disputas da ATP em quadras de saibro, o mesmo pode ser dito da porcentagem de pontos de saque por jogo. Tudo isso aponta para condições gerais de médias a lentas, bastante diferentes das médias a rápidas testemunhadas nos eventos recentes do Masters 1000 em Cincinnati e Toronto.

Zverev vem desfrutando de boa forma recente, incluindo uma vitória em Cincinnati na semana passada, e suas probabilidades estão entre as mais curtas já oferecidas para o alemão antes de um Grand Slam. Ele chegou a apenas uma final de Grand Slam em toda a sua carreira (sendo derrotado por Dominic Thiem no tiebreak do último set da última temporada), um retorno indiscutivelmente ruim dada a sua reputação. Com condições diferentes esperadas para o US Open, a vitória em Cincinnati pode não ter tanta relevância em comparação com outros eventos de aquecimento antes do Grand Slam.

Com base nisso, a conclusão razoável para alguns leitores seria considerar que Medvedev tem um valor melhor por um preço mais curto. O russo ostenta números melhores que Zverev no saibro e, apesar de ter perdido para Andrey Rublev nas semifinais em Cincinnati, o número dois do mundo deve chegar ao evento confiante depois de vencer em Toronto na última semana.

US Open 2021: os estranhos no ninho

A próxima leva de jogadores notáveis inclui Stefanos Tsitsipas (11,280*), Andrey Rublev (27,180*) e também Matteo Berrettini (20,320*), que vem recebendo o apoio recente do mercado. Todos os três são capazes de chegar aos estágios finais do torneio, contam com um bom histórico no saibro e, com justiça, podem ser considerados superiores aos oponentes restantes.

Jogadores com preços mais longos e algum potencial incluem a dupla canadense Denis Shapovalov (49,990*) e Felix Auger-Aliassime (54,550*), embora os números sugiram que eles precisariam jogar melhor do que nunca para superar oponentes de nível superior.

Este também é o caso de jogadores como Aslan Karatsev (54,550*), que não conseguiu manter um bom desempenho depois de um início incrível de temporada, além de Karen Khachanov (43,860*). Jogadores mais experientes, incluindo Roberto Bautista Agut (131,530*), Gael Monfilse Fabio Fognini (ambos cotados a 219,010*) já estão bem estabelecidos e não devem ameaçar os jogadores melhor classificados, indicando que uma campanha até as quartas de final deve ser considerada um resultado positivo para eles.

Probabilidades sujeitas a alteração

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.