set 21, 2022
set 21, 2022

Laver Cup 2022: prévia da Europa x o Mundo

Probabilidades para a Laver Cup 2022

Time Europa x Time Mundo

Previsões para a Laver Cup 2022

Laver Cup 2022: prévia da Europa x o Mundo

Roger Federer pode levar a equipe da Europa a um quinto título recorde no seu último torneio como jogador profissional? Será que o Time Mundo tem o que é preciso para derrotar quatro superestrelas e conquistar seu primeiro título? Baseie suas previsões com a Pinnacle antes do início da Laver Cup 2022.

Uma análise da Laver Cup

Data: de 23 a 25 de setembro de 2022

Local: The O2, Londres, Reino Unido

Superfície: quadra dura

A Laver Cup é para o tênis o que a Ryder Cup é para o golfe. Sancionado oficialmente em 2019 como um evento do ATP Tour, esse torneio lucrativo atrai alguns dos melhores jogadores do mundo. Quatro edições foram realizadas desde 2019 e o Time Europa venceu todos eles de maneira impressionante.

Como funciona a Laver Cup

O conceito por trás da Laver Cup é simples: seis dos melhores jogadores Europa devem enfrentar seis jogadores da elite do restante do mundo. Jogada ao longo de três dias, a Laver Cup apresenta cinco sessões que consistem em competições de duplas e simples.

Este será o último torneio de Federer como tenista profissional

Cada jogador deve competir em pelo menos uma partida individual nos dois primeiros dias, mas nenhum pode jogar mais de duas vezes durante os três dias do torneio. Pelo menos quatro dos seis jogadores devem competir em uma partida de duplas.

A equipe vencedora deve atingir 13 pontos, com uma vitória no primeiro dia valendo um ponto, uma vitória no segundo dia valendo dois pontos e uma no terceiro dia valendo três pontos.

Time Europa

A lenda sueca e ex-número um do mundo Bjorn Borg será o capitão do Time Europa e vai contar com o apoio de uma formação repleta das melhores superestrelas da Europa. Esta será a última vez que veremos os "Quatro Gigantes" do tênis em uma única partida do ATP.

Novak Djokovic

O furacão sérvio foi barrado de alguns grandes torneios este ano devido à sua postura contrária à vacinação contra a COVID-19 e certamente entrará em quadra pronto para compensar o tempo perdido. Apesar dos contratempos, Djokovic teve um 2022 estelar com um recorde de 23 vitórias e 5 derrotas, incluindo o título do Grand Slam em Wimbledon.

Djokovic também competiu contra Félix Auger-Aliassime, a grande estrela do Time Mundo, no Aberto de Roma em maio, onde venceu o canadense por 7-5, 7-6.

Rafael Nadal

Nadal conquistou quatro títulos este ano e teve o melhor início de temporada de sua carreira. O atual número três do mundo venceu suas primeiras 20 partidas e acumulou três títulos, entre eles o do Australian Open.

Nadal sofreu apenas cinco derrotas este ano e tem um recorde de 100% de vitórias em competições de duplas. Este ano, Nadal também se tornou o primeiro tenista a conquistar um 21º e 22º título de Grand Slam, sendo uma presença letal na quadra do Time Europa.

Stefanos Tsitsipas

Jogador mais jovem do Time Europa, Tsitsipas não para de bater recordes. Ele foi o primeiro jogador nascido em 1998 ou mais a alcançar 200 vitórias em tours na carreira, tem dois títulos ATP 1000 e é o jogador grego mais bem classificado da história – uma conquista que ele compartilha com Maria Sakkari.

Tsitsipas sabe bem o que esperar neste torneio único, uma vez que vestiu a camisa do Time Europa nas duas edições anteriores e, atualmente, ostenta uma taxa de vitórias de 60%.

Casper Ruud

O primeiro norueguês a vencer uma final individual do ATP, a chegar a uma final de Masters 1000 e ao top 20 do ranking da ATP, Casper Ruud acumula muitos elogios durante sua carreira.

Ruud quase conquistou seu primeiro título de Grand Slam este ano, mas foi superado por Carlos Alvarez na final do US Open. Atualmente na 2ª colocação do ranking da ATP, Ruud conquistou três títulos, com um recorde de 46-16 em 2022.

Roger Federer

Federer entrou para a história como o maior tenista de todos os tempos e é atualmente o maior jogador da história da Laver Cup. Ele mantém uma porcentagem de vitórias de 73% em 11 partidas e é o dono dos recordes de mais pontos ganhos em partidas individuais, maior total de pontos ganhos e mais partidas vencidas.

No entanto, Federer não participa de competições oficiais há mais de 14 meses e, aos 41 anos, a lenda suíça simplesmente não se movimenta mais como antes. Federer anunciou sua aposentadoria oficialmente na semana passada e este será o último torneio dele no ATP.

Andy Murray

A última final da carreira de Murray foi atormentada por lesões e ele vem jogando de maneira decepcionante desde 2016 – ano em que o britânico venceu o Torneio de Wimbledon e chegou à final de Roland-Garros e do Australian Open.

Murray acumula um recorde desanimador de 22-15 em 2022

Sua inclusão no time europeu é quase uma surpresa, já que ele é o 48º no mundo e conta com um recorde decepcionante de 22-15 em 2022.

Murray perdeu grande parte de suas finais de Grand Slam para os grandes nomes europeus, principalmente Federer e Djokovic, e ficará feliz em ter os gigantes jogando do seu lado desta vez.

Time Mundo

Comandado por dois dos irmãos mais famosos do tênis profissional, John e Patrick McEnroe, o Time Mundo será liderado por uma constelação de estrelas em torneios individuais e em duplas.

Félix Auger-Aliassime

O canadense chega para o torneio em alta depois de algumas performances notáveis na Copa Davis. Ele levou o Canadá às oitavas de final com uma impressionante vitória em dois sets sobre Miomir Kecmanovic logo depois de garantir uma de suas maiores vitórias na carreira ao superar o número um do mundo, Carlos Alcaraz.

Félix provou então que sua experiência em duplas poderia derrotar a Espanha por 2 a 1. Seu 1,93 m de altura pode ser uma vantagem contra um Federer envelhecido, uma vez que o canadense certamente pode fazer uma quadra parecer pequena.

Taylor Fritz

O americano é o jogador mais bem classificado do Time Mundo e atualmente vive a melhor temporada da carreira. Atual 12º do mundo, Fritz venceu o ATP Masters em Indian Wells e garantiu um segundo título em Eastbourne.

Ele acumula um recorde sólido de 36-17 este ano, mas só chegou a duas finais – embora tenha vencido as duas. Tendo conquistado 23 das suas vitórias este ano em quadra dura, Fritz se sentirá em casa no O2.

Diego Schwartzman

O argentino vem caindo nos últimos anos desde foi classificado como o 8º melhor do mundo em 2020. Schwartzman não conseguiu garantir um único título este ano, apesar de ter chegado a duas finais em sua terra natal na América do Sul. É improvável que o Time Europa se preocupe muito com Schwartzman, que ostenta um recorde amargo de 31-21 em 2022 e desfrutou da maior parte de seu sucesso em quadras de saibro.

Alex De Minaur

O jovem australiano conquistou um título este ano, em Atlanta, mas já acumulou seis títulos em poucos anos. Com 1,83 m de altura e apenas 69kg, Alex De Minaur provavelmente não terá força para incomodar os Quatro Gigantes durante a Laver Cup 2022.

Seu recorde é de 39-20 este ano, mas seu maior sucesso foi em quadras duras. Ele jogou contra oponentes entre os 10 melhores do mundo em nove ocasiões este ano, vencendo duas vezes. A verdade é que a competição deve se provar complicada demais para De Minaur no O2.

Frances Tiafoe

Tiafoe pode jogar tão bem quanto pode jogar mal. Ele acumula um recorde de 128 vitórias e 138 derrotas e, em teoria, é tão provável que ele ganhe quanto perca. A temporada de 2022 não foi muito melhor para o americano, com um recorde de 26-19 e nenhuma conquista de título. Com apenas uma aparição em finais e quatro jogos contra os 10 melhores, Frances Tiafoe também não foi testado com veemência este ano.

Jack Sock

Jack Sock se retirou de uma batalha épica contra Diego Schwartzman, companheiro do Time Mundo, por causa de uma lesão nas costas durante o US Open no mês passado. Embora ainda faça parte da equipe, tudo aponta que ele deva ser afastado. Se conseguir jogar, essa lesão nas costas certamente não vai facilitar a vida dele contra as maiores estrelas do mundo.

Jack Sock divide com Roger Federer e Alexander Zverev o melhor histórico como jogador da Laver Cup, com oito vitórias. Sock também é um especialista em duplas, tendo marcado 15 pontos nessa modalidade (o recorde do evento).

Previsões para a Laver Cup 2022

O Time Europa tem quatro jogadores entre os 10 melhores da ATP – excluindo Federer, não classificado – enquanto o Time Mundo não tem nenhum. O melhor dos homens de McEnroe é o 12º classificado, Taylor Fritz. Em teoria, o Time Europa parece o favorito fácil para vencer o torneio. No entanto, eles podem não ganhar todas as partidas.

Pode haver valor em apostar contra Federer na competição individual. A estrela está se aposentando e não tem nada a provar, além de não ter jogado tênis profissionalmente este ano e, embora ainda seja um dos melhores jogadores em quadra, um dos jovens mais talentosos do Time Mundo pode surpreender.

Pronto para fazer suas previsões e apostas na Laver Cup? Inscreva-se na Pinnacle hoje para aproveitar as melhores margens para apostas no tênis!

Probabilidades sujeitas a alteração

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.