close
out 1, 2013
out 1, 2013

O desafio de apostar no ténis Challenger

O desafio de apostar no ténis Challenger
Como parte da expansão dos nossos mercados de apostas de ténis, a Pinnacle começará a oferecer probabilidades regulares para o ténis Challenger a partir de 14 de Outubro. Saiba por que razão isto é uma óptima notícia para os apostadores de ténis e para todos os que procuram ganhar vantagem.

Ganhar vantagem

Os Challenger Events proporcionam uma combinação de jovens talentos em ascensão no ranking do ténis e veteranos masculinos e femininos em fase descendente nos principais tours ATP. Assim, os Challenger Events proporcionam um óptimo desafio e uma oportunidade para os apostadores de ténis, ao mesmo tempo que são uma fonte de informação essencial para todos os que apostam nos principais circuitos ATP.

As informações disponíveis - tais como as notícias sobre lesões - podem ser omissas, ao mesmo tempo que os valores modestos dos prémios, os locais de jogo pouco espectaculares e as reduzidas assistências acrescentam factores complicados em termos de motivacionais e situacionais. No entanto, tal abre uma verdadeira oportunidade de ganhar vantagem para os apostadores que estão dispostos a fazer alguma pesquisa.

Surpresas pouco surpreendentes

Os apostadores mais distraídos, por exemplo, ficaram muito surpreendidos por Brit, Dan Evans, participarem no Open dos EUA de 2013. Evans, que em Março estava em 367.º lugar no ranking, ficou a três rondas da qualificação em Flushing Meadows antes de bater Kei Nishikori, o n.º 11 no ranking, em sets consecutivos e o n.º 52, Bernard Tomic.

No entanto, quem tenha estado atento à forma de Evans no Challenger Tour que dava acesso ao Open dos EUA - chegando consecutivamente à final no Open de Vancouver e no Open Comerica Bank - não terá ficado tão surpreendido. As prestações de Evans teriam sido ainda menos surpreendentes para quem soubesse que o atleta fez alterações importantes na sua equipa de treinadores, bem como na sua vida pessoal, anteriormente conturbada.

Participaram em eventos Challenger recentes tenistas como o n.º 8 no ranking mundial, Radek Stepanek, que venceu a prova em Setembro em Orleães e o antigo n.º 38, Donald Young, vencedor de diversos torneios na Califórnia. Young chegou a ser considerado uma das maiores promessas na modalidade até começar a descer no ranking, após 17 derrotas consecutivas (a 3.ª maior na história dos Opens).

Outro exemplo de um participante bem sucedido no Challengers é Vasek Pospisil. Não foi por acaso que o tenista canadiano venceu dois Challengers consecutivos - Joanesburgo e Vancouver - antes de chegar à meia-final do ATP 1000 Canada Masters.

Os Challengers são desafios tanto pelo nome como pela sua natureza

O nome do evento ("Challenger"), tem razão de ser - a atmosfera que proporciona não podia ser mais diferente do conforto dos hotéis e do glamour das rondas ATP. O jamaicano Dustin Brown venceu o Open Challenger AOP em terra batida em Setembro, tendo chegado à 3.ª ronda em Wimbledon em 2013 (em que venceu Lleyton Hewitt), mas estes bons resultados escondem uma carreira que não tem sido fácil. Brown referiu que viajou pela Europa de caravana para jogar nos eventos Challenger e outros eventos de projecção.

É essencial perceber as dificuldades que os jogadores como Brown enfrentam para poderem competir na Challenger Tour. Mas os apostadores que estiverem dispostos a procurar mais informações podem usá-las para transformar o desafio dos eventos Challenger em prémios potencialmente significativos. E, claro, as probabilidades e os limites da Pinnacle são imbatíveis. Razão suficiente para começar a apostar.

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.