set 5, 2017
set 5, 2017

O que é que os apostadores aprendem com os jogos de futebol da pré-época?

O impacto positivo do sucesso da pré-época

O que é que aprendemos com a pré-época em 2016/17?

Forma na pré-época e apostas na época regular

O que é que os apostadores aprendem com os jogos de futebol da pré-época?

Os jogos de futebol da pré-época, quer sejam amigáveis ou torneios mais competitivos, tornaram-se cada vez mais importantes para as equipas nos últimos anos. No entanto, muitas pessoas ainda questionam se as equipas estão mais preocupadas com a recompensa financeira destes jogos do que com o resultado em concreto. Poderão os apostadores utilizar os resultados da pré-época para fundamentar as suas apostas antes de uma nova época? Continue a ler para saber mais.

Muitos adeptos podem pôr de parte a importância dos resultados da pré-época do seu clube. Muitas equipas viajam pelo mundo à procura de novos adeptos e de rendimento valioso e estão mais preocupadas em melhorar a boa forma física dos jogadores do que com os resultados em si. O risco de lesões antes de a época começar também levanta a questão de até que ponto são competitivos os jogos da pré-época.

Observámos que o desempenho de uma equipa nos seus primeiros seis jogos pode muitas vezes ter um impacto enorme na forma como se desenrola toda a época. Há também algumas evidências de que o bom desempenho de uma equipa na pré-época pode, por sua vez, afetar também a sua forma na própria época. Mas como é que os apostadores podem utilizar este tipo de informações em seu proveito?

O impacto positivo do sucesso da pré-época

Consideremos o seguinte: No verão de 2015, o Leicester City ganhou quatro jogos e empatou um dos cinco jogos da pré-época, enquanto o Chelsea não conseguiu ganhar nenhum dos quatro jogos amigáveis (o Leicester terminou em primeiro e o Chelsea em 10º nessa época). Ninguém está a sugerir que estes resultados levaram diretamente ao triunfo inesperado dos Foxes da liga, enquanto os campeões Chelsea tiveram uma época terrível e despediram o treinador antes do Natal.

Existem inúmeras variáveis a considerar, tais como a qualidade da equipa adversária que se defronta, as distâncias que os clubes têm de viajar e a experimentação da equipa que advém da integração de novos jogadores.

Afinal, o Leicester não defrontou nenhumas equipas de nível da Premier League, enquanto os homens de José Mourinho defrontaram os seus congéneres do Paris Saint-Germain e do Barcelona. Mas a confiança nas mentes de uma equipa é um ativo inestimável, e o método mais fácil de uma equipa ganhar confiança é ao ganhar jogos de futebol, qualquer que seja o o nível dos adversários.

Curiosamente, no verão passado, o Leicester participou na mesma competição da Taça dos Campeões Internacionais em que o Chelsea tinha participado no ano anterior, e perdeu com o Barcelona e o Paris Saint-Germain antes de fazer um início fraco da época - os apostadores poderão ser capazes de utilizar a forma na pré-época do Leicester deste ano como parte de um modelo preditivo do desempenho em 2017/18.

O que é que aprendemos com a pré-época em 2016/17?

Em 2016/17, houve nove equipas que acumularam mais pontos na Premier League do que tinham conseguido na época anterior. Sete desses nove clubes também garantiram mais pontos por jogo nos encontros da sua pré-época no verão de 2016 do que tinham conseguido na época de 2015/16; seria este um sinal de que a sua forma estaria a ir na direção certa? Coletivamente, o seu desempenho subiu uma média de cerca de 0,54 pontos por jogo ao compararmos a forma da pré-época com a da época que tinham recentemente terminado.

A confiança nas mentes de uma equipa é um ativo inestimável, e a forma mais fácil de uma equipa ganhar confiança é ao ganhar jogos de futebol, qualquer que seja o o nível dos adversários.

Outro exemplo interessante é o Crystal Palace. Embora tenham passado a maior parte de 2016/17 a lutar para não descer de divisão, começaram a época com força. Após seis jogos, estavam no sétimo lugar da tabela, tendo acumulado 1,67 pontos por jogo (PPJ).

O total de 1,67 PPJ era consideravelmente melhor do que os 1,11 pontos em média do Palace na época anterior, mas antes disso, eles tinham mostrado uma forma excelente durante o verão entre as duas épocas na Premier League. Cinco vitórias e apenas uma derrota dos oito encontros da pré-época pareceram enviá-los para a época de 2016/17 na sua melhor forma.

As duas equipas (das nove que conseguiram mais pontos em 2016/17 do que no ano anterior) que tinham tido piores pré-épocas no verão de 2016 do que as épocas na liga anteriores às mesmas foram o Manchester City e o Tottenham Hotspur - ambas as equipas terminaram em posição mais elevada na tabela em 2016/17 do que no ano anterior.

No verão de 2015, o Leicester City ganhou quatro jogos e empatou um dos cinco jogos da pré-época, enquanto o Chelsea não conseguiu ganhar nenhum dos quatro jogos amigáveis (o Leicester terminou em primeiro e o Chelsea em 10º nessa época).

Não devemos ignorar estes maus resultados, mas era altamente improvável que a sua forma idêntica no verão de um ponto por jogo fosse continuar na nova época.

No extremo oposto da tabela da liga, o Sunderland conseguiu quatro vitórias e dois empates no verão de 2016, mas afundou-se sem deixar rasto mal a época começou de facto. Tal salienta que não são só as equipas nos lugares cimeiros cuja forma na pré-época não é representativa de como a época irá correr.

Forma na pré-época e apostas na época regular

Os exemplos acima ilustram, sem dúvida, os problemas de utilizar a forma da >pré-época como um guia para as apostas. Existem inúmeras variáveis a considerar, tais como a qualidade da equipa adversária que se defronta, as distâncias que os clubes têm de viajar para participar em jogos lucrativos da pré-época e a experimentação da equipa que advém da integração de novos jogadores e, muitas vezes, de novos treinadores também. Não seria sensato depender exclusivamente da forma na pré-época para fazer as suas seleções de apostas, mas também pareceria insensato excluí-la totalmente.

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.