ago 9, 2021
ago 9, 2021

Temporada 2021/22 da La Liga: prévia para apostas futuras

Como fazer previsões para a temporada 2021/22 da La Liga

Quem conquistará a glória nesta temporada da La Liga?

Apostas na temporada 2021/22 da La Liga: onde está o valor?

Probabilidades para a temporada 2021/22 da La Liga

Temporada 2021/22 da La Liga: prévia para apostas futuras

A temporada 2021/22 da La Liga está prestes a começar O Atlético de Madrid conseguirá defender o título, Barcelona e Real Madrid voltarão ao topo da liga ou outra equipe vencerá a La Liga pela primeira vez desde 2004? Leia para se informar e fazer suas previsões para a temporada 2021/22 da La Liga.

Temporada 2021/2022 da La Liga: quem são os favoritos?

Equipe

Probabilidades

Classificação na temporada 2020/21

Real Madrid

2,090*

Atlético de Madrid

3,350*

Barcelona

3,450*

Sevilla

13,590*

Real Sociedad

53,470*

Villarreal

105,800*

Apesar de um verão turbulento, atualmente o Real Madrid lidera o mercado de apostas futuras, com 2,090*. Depois de uma temporada sem troféus, Zinedine Zidane deixou o clube para ser substituído pelo ex-técnico Carlo Ancelotti. A principal parceria defensiva de Sergio Ramos e Raphael Varane juntou-se ao PSG e ao Manchester United, respectivamente, e ainda restam dúvidas sobre o futuro de jogadores como Eden Hazard.

A saída de Lionel Messi do Barcelona moveu a equipe da posição de favoritos absolutos para terceiros favoritos dos apostadores.

Desde a saída de Cristiano Ronaldo, o Real Madrid tem sido repetidamente rotulado como uma equipe que precisa por uma reconstrução. Ainda assim, o time conseguiu terminar apenas dois pontos atrás do Atlético na temporada passada, e a verdade é que sua seleção de jogadores seria plenamente capaz de lutar pelo título. David Alaba é uma adição forte para a defesa e o retorno de Gareth Bale, Luka Jovic e Martin Odegaard de seus respectivos empréstimos reforçam as opções para o ataque merengue.

Embora Ancelotti tenha historicamente conduzido suas equipes a um maior sucesso em competições continentais do que na liga, enfrentar um Barcelona sem Messi e uma formação do Atlético que ainda não foi significativamente fortalecida pode ser uma oportunidade decente de garantir o 35º título da Liga. Se o clube conseguir adicionar profundidade a um meio-campo um tanto desgastado, poderíamos argumentar que eles teriam o que é preciso para consolidar seu status como favoritos.

Merecidamente, o Atlético de Madrid (3,350*) venceu a La Liga em 2020/21, tendo liderado o campeonato na maior parte da temporada. Parece provável que o time permaneça praticamente inalterado nesta temporada, com a aquisição de Rodrigo De Paul, da Udinese, por € 35 milhões, aparecendo como a única grande contratação até o momento, embora o zagueiro Kieran Trippier esteja vinculado com um retorno à Premier League.

A identidade do Atlético está bem estabelecida sob o comando de Diego Simeone e podemos esperar que a equipe confie em uma combinação de resistência defensiva, contra-ataques velozes e fisicalidade bruta para produzir resultados. Os 21 gols de Luis Suarez foram fundamentais para a equipe na última temporada, mas o atacante chega para esta campanha aos 34 anos e Simeone pode precisar que outros atletas, como João Félix e Angel Correa, comecem a mostrar seu potencial para dividir o fardo do ataque.

O Barcelona (3,450*) era o favorito da La Liga até o anúncio inesperado na semana passada de que Lionel Messi estaria colocando um ponto final à sua passagem de 21 anos pelo clube. Após a debandada de seu maior jogador de todos os tempos, Ronald Koeman precisará contar com as aquisições gratuitas que realizou durante a janela de transferências, ou seja, a dupla do Manchester City Sergio Aguero e Eric Garcia, além de Memphis Depay, do Lyon.

As questões defensivas também foram um problema recorrente para o Barcelona na temporada passada da La Liga, com a equipe sofrendo 38 gols, em comparação com 25 do Atlético e 28 do Real Madrid. Garcia deve ser uma adição positiva para a defesa, embora Koeman possa depender da experiência de Gerard Pique e Jordi Alba para ajudar os talentos promissores, mas brutos, de Sergino Dest e Ronald Araujo a entregar atuações defensivas mais confiáveis.

Embora a ausência de Messi possa parecer uma perspectiva desoladora, o ataque do Barcelona continua encorajador. Aguero é, sem dúvida, um atacante de elite, e Antoine Griezmann e Ousmane Dembele tiveram sua temporada mais produtiva pelo clube em 2020/21. A campanha 2021/22 provavelmente servirá como uma transição para o Barcelona, mas, apesar das mudanças, não há grandes motivos para sugerir que o Barça terminará a temporada fora das três primeiras posições.

Temporada 2021/22 da La Liga: os estranhos no ninho

O Sevilla (13,590*) terminou a temporada passada em quarto lugar, com as probabilidades atuais indicando que a equipe pode estar confiante em alcançar pelo menos o mesmo resultado, permanecendo entre os quatro primeiros. Embora tenha marcado o menor número de gols (53) entre os oito primeiros colocados na jornada 2020/21, Julen Lopetegui parece estar construindo um dos ataques mais formidáveis da liga. A verdade é que Youssef En-Nesyri, o melhor artilheiro da temporada passada, e o experiente atacante, Luuk de Jong, serão acompanhados pelo ala Erik Lamela, ex-Tottenham.

No entanto, levando em consideração que o clube participará da fase de grupos da Liga dos Campeões durante a primeira metade da temporada, o plantel parece um tanto raso e novas contratações podem ser necessárias para aliviar o impacto de uma potencial crise envolvendo lesões. Se a equipe conseguir melhorar o retorno de cinco pontos em seis partidas contra os "Três Grandes" da Espanha na temporada passada, uma melhora a partir da quarta rodada seria, certamente, mais que plausível.

A Real Sociedad (53,470*) faturou o quinto lugar em 2020/21, embora tenha terminado a campanha 15 pontos atrás dos quatro primeiros e nunca tenha exibido todo o seu potencial ao se qualificar para a Liga dos Campeões. Até o momento, a janela de transferências tem sido muito tranquila para a equipe, o que talvez seja um reflexo do fato de que Imanol Alguacil já tem um elenco talentoso e capaz de atingir níveis mais elevados à sua disposição. Alexander Isak e Mikel Oyarzabal devem estar entre as melhores duplas de ataque da liga nesta temporada.

Uma campanha inconsistente produziu um sétimo lugar para o Villarreal (105,800*) na última temporada da liga, embora a conquista inesperada da Liga Europa tenha destacado a capacidade da equipe de desafiar times supostamente mais fortes. Unai Emery também poderá contar com um dos meio-campos mais talentosos e versáteis da La Liga, embora outro atacante para acompanhar Gerard Moreno na linha de frente possa representar o elo que faltava para que a equipe melhore sua posição no torneio.

Temporada 2021/22 da La Liga: candidatos ao rebaixamento

O Elche terminou em a temporada passada da La Liga no 17º lugar, apenas dois pontos acima da linha de rebaixamento e escapando das três últimas posições no último minuto possível ao vencer suas duas últimas partidas. Se tudo continuar como está, a equipe chegará para esta temporada com um dos menores e mais inexperientes plantéis da Liga, um mau presságio para uma equipe que registrou a menor expectativa de gols (30,40) e pontos esperados (30,31) na divisão em 2020/21.

Da mesma forma, o Cádiz terminou sua primeira campanha na La Liga desde 2005/06 na 12ª colocação, incluindo os três últimos lugares nas estatísticas de expectativa de gols e pontos esperados como resultado de desempenhos medíocres, principalmente durante a segunda metade da campanha. Será preciso fortalecer seu ataque com urgência se tiverem qualquer intenção de não cair na tabela.

O Rayo Vallecano foi promovido para a La Liga depois vencer os playoffs da Segunda Division, mas o feito veio de maneira inesperada depois da equipe terminar em sexto na temporada regular e vencer menos da metade de seus jogos no campeonato (19 de 42). Sem surpresa, eles estarão diante da impossivelmente difícil tarefa de permanecer na primeira divisão da Espanha, algo agravado pelo fato de que a equipe não poderá convocar vários jogadores que ajudaram na conquista da última temporada, mas agora retornam aos seus clubes de origem depois de cumprir períodos de empréstimo.

O Valencia terminou em 13º na temporada passada, mas o fizeram com o quinto menor número de pontos esperados (42,38) e a quarta maior expectativa de gols (55,69). Em parte, isso se deve ao fato de que a formação da equipe enfraqueceu gradualmente nos últimos anos e se esgotou ainda mais neste verão com a saída de Kevin Gameiro e Eliaquim Mangala. Além disso, Los Murcielagos terminaram 2020/21 com apenas duas vitórias nas últimas 10 partidas e, se esta for a forma que trouxerem para o campo desta vez, quase certamente estarão fadados a uma batalha difícil contra o rebaixamento.

Probabilidades sujeitas a alteração

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.