set 3, 2021
set 3, 2021

Temporada 2021/22 da Liga dos Campeões: prévia para apostas futuras

Quem conquistará a glória da Liga dos Campeões?

Probabilidades e favoritos para vencer a Liga dos Campeões

Liga dos Campeões: equipes para ficar de olho

Prévia, programação e equipes para apostas na Liga dos Campeões

Temporada 2021/22 da Liga dos Campeões: prévia para apostas futuras

A maior competição de clubes da Europa retorna em 14 de setembro com o início da temporada 2021/22 da Liga dos Campeões. O Chelsea conseguirá defender o título com sucesso, as superestrelas do PSG faturarão o título pela primeira vez ou é a vez de outra equipe colocar as mãos no troféu? Continue lendo para se informar e fazer suas previsões para apostas futuras na Liga dos Campeões.

Temporada 2021/22 da Liga dos Campeões: quem são os favoritos?

Equipe

Probabilidades

Desempenho na temporada 2020/21

PSG

3,760*

Semifinais

Manchester City

4,520*

Vice-campeão

Bayern de Munique

8,020*

Quartas de final

Chelsea

9,020*

Vencedor

Liverpool

10,030*

Quartas de final

Manchester United

10,770*

Fase de grupos

Real Madrid

15,040*

Semifinais

Barcelona

21,060*

Oitavas de final

Juventus

21,060*

Oitavas de final

Temporada 2021/22 da Liga dos Campeões: programação

  • De 14 de setembro a 8 de dezembro de 2021: fase de grupos
  • De 15 de fevereiro a 16 de março de 2022: oitavas de final
  • De 5 a 13 de abril de 2022: quartas de final
  • De 26 de abril a 4 de maio de 2022: semifinais
  • 28 de maio de 2022: final

Temporada 2021/22 da Liga dos Campeões: equipes

Grupo

Equipes

Grupo A

Manchester City, PSG, RB Leipzig, Club Brugge

Grupo B

Atlético de Madrid, Liverpool, Porto, AC Milan

Grupo C

Sporting Lisbon, Borussia Dortmund, Ajax, Besiktas

Grupo D

Inter de Milão, Real Madrid, Shakhtar Donetsk, Sheriff Tiraspol

Grupo E

Bayern de Munique, Barcelona, Benfica, Dynamo de Kiev

Grupo F

Villarreal, Manchester United, Atalanta, Young Boys

Grupo G

Lille, Sevilla, RB Salzburg, Wolfsburg

Grupo H

Chelsea, Juventus, Zenit, Malmo

Temporada 2021/22 da Liga dos Campeões: quem conquistará a glória desta temporada?

Depois de uma das temporadas de transferência mais notáveis da história do futebol, não surpreende que o PSG (3,760*) esteja listado como o favorito absoluto do mercado. Os vice-campeões de 2020 fizeram o trabalho sensacional de atrair Lionel Messi, Gianluigi Donnarumma, Sergio Ramos, Achraf Hakimi, Georgino Wijnaldum e Nuno Mendes para as suas fileiras, além de terem mantido Kylian Mbappe na equipe de maneira quase inacreditável, apesar do interesse declarado do Real Madrid.

Atualmente, o PSG ostenta o que é indiscutivelmente o time mais forte do futebol mundial, embora enfrente um desafio imediato ao ser sorteado para um grupo difícil, enfrentando a oposição de equipes como Manchester City e RB Leipzig. Se Mauricio Pochettino puder incutir alguma identidade tática consistente e trabalho coeso em equipe em um dos times mais estelares da história do futebol mundial, o lado francês certamente será muito difícil de derrotar.

A defesa impressionante do Chelsea sofreu apenas quatro gols nas 13 partidas que renderam sua série de vitórias na última temporada da Liga dos Campeões.

O Manchester City (4,520*) tem sido um dos favoritos absolutos para a Liga dos Campeões desde que Pep Guardiola se tornou técnico do clube. Na temporada passada, as esperanças da equipe de erguer o troféu pela primeira vez foram frustradas no último obstáculo, com uma derrota amarga para o Chelsea na grande final. Desde então, o City aumentou seu poder de fogo com a contratação de Jack Grealish, do Aston Villa, por uma taxa de transferência sem precedentes na Grã-Bretanha.

O elenco inglês é firmemente capaz de vencer a Liga dos Campeões, mesmo que o desempenho da equipe nas fases eliminatórias do torneio tenha sido prejudicado por decisões táticas questionáveis de Guardiola, como na final da temporada passada, quando o técnico optou por iniciar a partida sem qualquer nome comprovado no meio-campo. Se o espanhol conseguir superar sua tendência de "pensar demais" na etapa continental, este poderia ser um ano muito interessante para o City.

O Bayern de Munique (8,020*) chega para esta temporada da competição em meio a um período de transição, dando as boas-vindas ao técnico Julian Nagelsmann e ainda tentando superar a partida dos valentes David Alaba, Jerome Boateng e Javi Martinez, que deixaram o clube neste verão. A era de Nagelsmann como técnico da equipe começou de maneira pouco convincente, mas, se ele for capaz de imprimir seu estilo de jogo intenso e feroz em uma equipe ainda altamente talentosa, os seis vezes campeões da Liga poderão chegar aos estágios finais do torneio.

O Chelsea (9,020*) inicia a defesa do título com a mesma forma imperiosa com que concluiu a temporada passada. A equipe de Thomas Tuchel atropelou o Villarreal nesta temporada da Supercopa da UEFA antes de um início invicto na Premier League, além de ter adicionado nomes de peso como Romelu Lukaku e Saul a uma formação que conta com uma força imensa em profundidade.

Merecidamente, a defesa do Chelsea conquistou uma reputação poderosa sob o comando de Tuchel, fato destacado pelos únicos quatro gols sofridos pela equipe nas 13 partidas durante sua série de vitórias na temporada passada. Com Lukaku pronto para trazer uma dimensão adicional ao ataque dos atuais campeões, não surpreenderia se a perspicácia tática de Tuchel se provasse suficiente para levar o Chelsea novamente à final.

O Liverpool (10,030*), campeão da campanha de 2019, espera uma temporada mais produtiva depois que grande parte da jornada 2020/21 foi interrompida por lesões, e é fato que muitas equipes gostariam de evitar o desafio de se submeter à pressão tática opressora de Jurgen Klopp. O muito esperado retorno de Virgil van Dijk restaurou a tão necessária confiança da defesa do Liverpool, embora a falta de opções confiáveis do time para o ataque com exceção dos titulares possa dificultar o avanço dos ingleses na temporada.

O Manchester United (10,770*) foi outra equipe a chamar a atenção do mundo durante a janela de transferência graças à aquisição de Jadon Sancho, Raphael Varane e, mais notavelmente, do melhor goleador da história da Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo. Eles estão de olho no título, mas precisarão superar o decepcionante histórico recente da equipe em competições europeias, incluindo a frustração de terem sido eliminados ainda na fase de grupos da última temporada da Liga. Uma repetição da final deste ano contra o Villarreal pela Liga Europa aguarda pelo time no Grupo F.

Em contrapartida, o Real Madrid(15,040*) amargou uma série de decepções durante a temporada de contratação, falhando em fechar com Mbappe e perdendo a principal parceria defensiva do time com a saída de Ramos e Varane. No entanto, os 13 vezes campeões têm provado consistentemente que são uma equipe que não pode ser subestimada na Liga dos Campeões, superando as expectativas e chegando às semifinais da temporada passada. A experiência do técnico e tricampeão Carlo Ancelotti pode se provar crucial para o sucesso dos esforços dos merengues na competição.

Temporada 2021/22 da Liga dos Campeões: equipes para ficar de olho

Apesar de ter perdido Cristiano Ronaldo, a Juventus (21,060*) comemora o retorno de Max Allegri ao comando da equipe. Durante sua última passagem pelo clube, o técnico de 54 anos levou a Juventus a duas finais da Liga dos Campeões, além de contar com um histórico impressionante em competições europeias. A campanha do time na Série A começou devagar, mas a habilidade de Allegri de criar times equilibrados e desafiadores deve ser um motivo de preocupação para os adversários.

O Sevilla tem motivos para se sentir confiante na sua capacidade de vencer o Grupo G.

O RB Leipzig (51,140*) enfrentará um desafio nada invejável na tentativa de se classificar do Grupo A, mas foi capaz de triunfar em circunstâncias semelhantes na temporada passada, avançando a partir de um grupo que contava com PSG e Manchester United. O Leipzig pode estar em uma situação complicada depois de perder Nagelsmann, Dayot Upamecano e Marcel Sabitzer para o Bayern de Munique, mas a equipe parece capaz de superar as probabilidades na Liga dos Campeões e poderá, certamente, incomodar seus adversários do Grupo A.

O Sevilla (51,140*) faturou o título da Liga Europa quatro vezes desde 2014, mas ficou de fora das quartas de final da última temporada depois de um empate contra o Borussia Dortmund nas oitavas de final. A equipe de Julen Lopetegui conta com a qualidade necessária para superar um Grupo G relativamente pouco desafiador, e um sorteio favorável pode garantir que uma corrida até as quartas de final ou além não esteja, definitivamente, fora de alcance nesta temporada.

Probabilidades sujeitas a alteração

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.