jan 24, 2022
jan 24, 2022

Prévia do Six Nations 2022

A Inglaterra levará o título?

Quem são os favoritos?

Uma análise detalhada de cada equipe

Prévia do Six Nations 2022

Informe-se e faça suas previsões antes do Six Nations 2022 com os insights, análises e probabilidades da Pinnacle.

O Six Nations tem sido extremamente competitivo nos últimos anos, mas a edição de 2022 pode ser a corrida pelo título mais imprevisível desde a formação do torneio no ano 2000.

Com cinco dos seis participantes nutrindo esperanças genuínas de levantar o troféu em 19 de março, descubra como as equipes estão se preparando um dos torneios mais aguardados do rugby.

A incerteza cerca a nova Inglaterra

Com vários membros da velha guarda aparentemente fora de cena, Eddie Jones, técnico da Inglaterra, parece estar investindo em uma nova direção para o Six Nations deste ano.

Jogadores como Billy e Mako Vunipola, indispensáveis na campanha inglesa para a final da Copa do Mundo de 2019, não foram convocados, enquanto Elliot Daly e Manu Tuilagi são outras ausências notáveis.

Jones parece pronto para colocar Marcus Smith, estrela dos Harlequins, em campo no fly-half e, se o jogador de 22 anos conseguir espaço para imprimir seu próprio jogo criativo, deve ajudar a Inglaterra a jogar um rugby mais expansivo este ano.

O capitão Owen Farrell ficará de fora do jogo de abertura contra a Escócia no Murrayfield em 5 de fevereiro, uma partida que terá um grande impacto sobre o destino de ambas as equipes no restante do torneio.

A França terá que lidar com a pressão do favoritismo

Depois de faturar o segundo lugar – perdendo para o País de Gales – na última temporada do Six Nations, muitos esperam que a França chegue um passo mais longe em 2022. Os franceses têm muito talento em campo, além de contarem com o poder de Antoine Dupont, o melhor jogador do mundo no momento.

O massacre histórico de 40 a 25 sobre a Nova Zelândia nos Autumn Internationals apenas ilustra o potencial da seleção francesa, que se prepara para a Copa do Mundo em casa no próximo ano.

A pressão foi demais para os franceses da última vez em que carregaram a tag de favoritos e será intrigante descobrir se eles serão capazes de corresponder às expectativas desta vez.

A promessa irlandesa

O desempenho das equipes em torneios internos nesta temporada é uma boa indicação de que a Irlanda tem tudo para chegar longe no torneio e ficar muito perto da coroa na rodada final do Six Nations em 19 de março.

Das cinco melhores equipes na classificação do United Rugby Championship, três são irlandesas. Enquanto isso, todas as quatro províncias (Leinster, Munster, Connacht e Ulster) chegaram às oitavas de final da temporada atual da European Champions Cup.

Com uma equipe poderosa e um jogo estruturado, o time da Irlanda pode não parecer muito empolgante, mas sabe como vencer partidas mesmo sob os piores testes de pressão.

A pisada na bola italiana

Infelizmente para a Itália, este promete ser outro torneio difícil depois de uma participação sofrível em 2021. Além de não terem conseguido registrar um único ponto, os italianos concederam nada menos que 239 em uma sequência de cinco partidas dolorosas.

É difícil apontar quaisquer sinais positivos indicando alguma possibilidade de melhora e, mais uma vez, é provável que dúvidas sejam levantadas sobre o merecimento da Itália de sequer participar do Six Nations.

A busca escocesa por consistência

A Escócia foi considerada o azarão em inúmeras ocasiões, mas mostrou na última temporada que pode vencer qualquer equipe na competição. Os escoceses acabaram com uma longa espera por vitórias em Londres e Paris, mas perderam por pouco em casa para a Irlanda e o País de Gales.

Gregor Townsend, treinador principal da equipe, fará o que for preciso para capitalizar sobre o desempenho irlandês no Six Nations 2021 e está ciente de que um desempenho consistente e preciso pode levar a seleção à conquista do tão sonhado título inaugural do torneio.

O País de Gales quer provar o seu valor

O País de Gales pode ser o atual campeão do Six Nations, mas poucos acreditam na capacidade galesa de manter o título. A seleção se beneficiou com os três cartões vermelhos dados a adversários em três dos cinco jogos disputados na temporada passada e, sem isso, talvez o troféu tivesse viajado para outro país.

Uma série de lesões prejudicou a campanha galesa no Autumn Internationals e muita incerteza ainda paira sobre a equipe nesta temporada.

O primeiro jogo do País de Gales no torneio será difícil. O time de Wayne Pivac viaja para Dublin ciente de que enfrentarão uma batalha praticamente impossível caso não consigam superar os irlandeses na abertura.

Confira mais probabilidades para o Rugby Union aqui.

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.