close
mar 25, 2015
mar 25, 2015

Como conceber um modelo de apostas

Como conceber um modelo de apostas
Como conceber um modelo de apostas desportivas? Quais os diferentes passos? O que precisa de ter em consideração? Siga estes passos para conceber o seu próprio modelo quantitativo e levar as suas apostas ao próximo nível.

O que é um modelo de apostas?

Na sua forma mais simples, um modelo de apostas desportivas é um sistema que permite identificar pontos de referência imparciais a partir dos quais o apostador pode determinar a probabilidade de todos os resultados para um determinado jogo. 

Em última análise, o modelo conseguirá identificar oportunidades de apostas lucrativas, devido ao facto de avaliar a real capacidade de uma equipa com maior exatidão do que uma casa de apostas.

Contudo, a conceção de um modelo de apostas desportivas pode ser difícil e morosa. Durante a criação do modelo, há várias instruções e ordens que os apostadores têm de respeitar e que complicam o processo.

Dito isto, depois de criar um modelo de apostas desportivas de sucesso, este pode mostrar-lhe oportunidades que passariam despercebidas ao público em geral.

Vamos começar.

Neste exemplo, recorremos a uma abordagem semelhante ao Ciclo de Controlo Atuarial – uma avaliação de risco quantitativa usada pelas companhias de seguros. Existem cinco características principais:

  • Definição do problema
  • Construção da solução
  • Monitorização dos resultados
  • Profissionalismo
  • Fatores externos

1.º passo: Especificar o objetivo do seu modelo de apostas

Parece simples, mas muitos apostadores não entendem a finalidade do seu modelo de apostas.

Caso não haja um objetivo, uma pessoa pode ver-se rodeada de muitos números e perder de vista as suas metas globais.

Embora se possa argumentar que pode obter os dados primeiros para ver se há algum padrão, mesmo assim este terá de ser testado face a várias hipóteses, cada uma com um objetivo diferente.

Por conseguinte, recomendamos veementemente que comece com um objetivo específico e não um genérico.

2.º passo: Selecionar a métrica

O próximo passo visa dar uma forma numérica à sua investigação mediante a seleção de uma métrica quantificável. 

Estes primeiros dois passos dizem respeito à fase de definição do problema do Ciclo de Controlo Atuarial.

3.º passo: Recolher, agrupar e alterar os dados

Todos os modelos precisam de dados que possam ser integrados no seu algoritmo. Há duas maneiras de recolher dados: por si próprio ou utilizando outros dados publicados online.

Felizmente, há uma grande quantidade de dados disponíveis na Internet, alguns grátis outros não. 

Depois de ter os dados, poderá perceber que é necessário esclarecer algumas dúvidas.

Por exemplo, se estivermos a analisar as equipas da Premier League, devemos considerar todos os jogos ao longo da época ou apenas os jogos do campeonato? É possível realizar ajustamentos caso a equipa em questão tenha jogadores indisponíveis ou tenha tido um encontro para a Liga dos Campeões a meio da semana.

É aqui que deve exercer o seu discernimento com base no seu objetivo.

4.º passo: Escolher a forma do seu modelo

É aqui que a matemática entra em jogo dada a vasta quantidade de modelos disponíveis ou que podem ser inventados. 

Já sugerimos alguns modelos que podem ter o nível de complexidade ou simplicidade que o apostador quiser. A nossa recomendação é: não complique demasiado as coisas.

Este passo pode ser intercambiado com o terceiro passo, uma vez que os dados podem levá-lo a utilizar um determinado modelo ou um determinado modelo pode exigir dados específicos.

5.º passo: Lidar com os pressupostos

Cada modelo terá vários pressupostos e devemos estar cientes das suas limitações. É absolutamente vital que tenhamos sempre isto presente.

Por exemplo, um dos fatores que contribuiu largamente para a crise financeira de 2007/08 foi a utilização indevida de instrumentos derivados, resultante de um desconhecimento dos pressupostos dos contratos, como obrigações garantidas e swaps de risco de incumprimento.

Neste artigo, já realçámos como as médias e os desvios padrão assumem que os eventos têm uma distribuição normal. Isto, por exemplo, teria de ser testado.

6.º passo: Conceber o modelo de apostas desportivas

O próximo passo é conceber em concreto o modelo de apostas desportivas. Existem várias ferramentas que podem ser utilizadas incluindo calculadoras online, Excel, MatLab, Java, Programação R e VBA.

Não precisa de ser um génio da programação para construir um modelo de apostas desportivas, mas quanto melhor perceber as funcionalidades, melhor preparado estará para testar e analisar os dados.

7.º passo: Testar o modelo

É fundamental que teste a eficiência de qualquer modelo de apostas desportivas de modo a ver qual é a sua sensibilidade aos resultados.

Em qualquer caso, os resultados do modelo podem levar-nos a reconsiderar algum dos passos anteriores.

Como sempre, a questão fundamental é: o modelo está a gerar lucros? Para responder a esta questão terá de percorrer todo o ciclo novamente.

8.º passo: Monitorizar os resultados

Partindo do princípio que foi concebido e testado um modelo adequado, é necessário fazer a manutenção do mesmo ao longo do tempo. Isto leva-nos ao ponto de partida – definir os objetivos futuros.

Conhecimento aplicado

É fundamental compreender os processos envolvidos quando se aprende a construir um modelo de apostas desportivas. 

A modelação quantitativa não se resume a pegar num modelo e aplicá-lo. Na realidade, existe uma série de processos – não necessariamente na ordem indicada – que têm de ser completados.

Este processo não é garantia de um modelo lucrativo, mas assegura que o apostador está a ter em conta os aspetos fundamentais necessários para conceber um novo modelo de apostas desportivas. 

Clique aqui, para ver um exemplo de como conceber um modelo de apostas.

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.