out 13, 2016
out 13, 2016

As sugestões de apostas são boas?

As sugestões de apostas são boas?
As sugestões de apostas prometem muitas vezes elevadas taxas de sucesso que lhe permitirão ganhar uma fortuna. Embora a promessa de grandes lucros seja sedutora, como consegue identificar a diferença entre sugestões de apostas rentáveis e boas técnicas de vendas? Continue a ler para descobrir os dois fatores que tem de avaliar antes de decidir em que escolhas dos especialistas pode confiar.

Num artigo anterior, Mark Taylor explicou como a sorte influencia as apostas e se o lucro é sempre um sinal de apostas habilidosas. Utilizando uma série de lançamentos de moedas como exemplo, Mark utilizou uma calculadora binomial para calcular a probabilidade de conseguir um lucro após dez apostas consecutivas.

A distribuição binomial é adequada para as Especiais 50-50, como o spread de pontos ou os mercados de Handicap asiático, em que as probabilidades para cada lado são próximas dos fundos uniformes ou um pouco inferiores depois de o corretor aplicar a sua margem de apostas. Muitas vezes, no entanto, os apostadores apostam em todo o tipo de preços diferentes com todo o tipo de apostas diferentes, por exemplo, mercados 1X2 nas apostas de futebol ou encontros de ténis.

Nestas circunstâncias, podemos confiar naquilo que é conhecido como a distribuição t e o teste t de Student para um significado estatístico, que a utiliza. Neste artigo, explico como utilizar a distribuição t para avaliar o desempenho das sugestões de apostas.

A duração do recorde de uma sugestão de apostas

A distribuição t é muito semelhante à distribuição normal em forma de sino e para números de apostas acima de 30, é, para todos os fins, igual. O teste t investiga a probabilidade de se obter um lucro a partir de uma série de apostas que poderiam ter acontecido por acaso.

Um retorno de 120% a partir de 100 apostas com probabilidades de 10,00 ou mais é, muito provavelmente, uma consequência de pura sorte. Alguns retornos de apostas em preços de probabilidades são uma indicação de habilidade.

Quanto mais pequena for a probabilidade, mais provável é que algo, como a habilidade do apostador, explique a sua rentabilidade. O teste t compara simplesmente o retorno observado do apostador com uma expetativa teórica (pressupondo apenas o acaso) definida pelo mercado em que está a apostar. 

Normalmente, isto seria uma perda equivalente à margem do corretor ou um valor igual à aposta se o apostador se der ao trabalho de procurar os melhores preços utilizando uma ferramenta de comparação de probabilidades. A pontuação t resultante é então analisada para determinar se a diferença é estatisticamente significativa.

Deve ser intuitivamente óbvio que, quanto maior for a rentabilidade da pontuação t e mais estatisticamente significativa for a história de apostas, mais provável é que a habilidade tenha desempenhado um papel importante. A pontuação t é diretamente proporcional ao retorno médio excedente de um apostador em relação às expetativas.

Da mesma forma, quanto mais longa for a história (para um retorno equivalente), mas provável é que existam outros fatores em jogo além da sorte. Considere, por exemplo, dois apostadores com 120% de retorno no investimento. O primeiro conseguiu esse retorno com 10 apostas, o segundo com 1000. Quem tem mais probabilidades de ser um apostador habilidoso? 

Em caso de dúvida, pense novamente no lançamento de moedas. Conseguir mais de seis caras em 10 lançamentos é obviamente mais provável que conseguir 600 em 1000 pressupondo apenas a sorte. Quando alguém consegue 600 ou mais caras, é razoável suspeitar que a moeda está viciada.

Da mesma forma, existem mais probabilidades de concluirmos que um apostador com um recorde longo de rentabilidade demonstra habilidade. A pontuação t é, na verdade, proporcional à raiz quadrada do número de apostas.

Probabilidades longas vs. curtas

Menos intuitiva é a influência das probabilidades de apostas. Na verdade, um retorno de 120% no investimento de probabilidades de apostas de cerca de 1,25 é um indicador muito melhor de habilidade que a rentabilidade equivalente das probabilidades de apostas de cerca de 5,00. Apostar em resultados de probabilidade inferior (probabilidades mais longas) é inerentemente mais arriscado (pressupondo paradas equivalentes) uma vez que é mais suscetível à variabilidade aleatória.

Analisando de um outro modo, os retornos são mais voláteis. 19 ou 21 vencedores com probabilidades de 5,00 geram retornos de 95% ou 105%, respetivamente. Em contraste, 79 ou 81 vencedores com probabilidades de 1,25 mostram lucros de 98,75% ou 101,25% em relação ao volume de apostas. Apostar em probabilidades mais longas pressupõe correr mais riscos para ser mais recompensado. 

Podemos ver a influência das probabilidades de apostas através do desvio padrão nos lucros e perdas do histórico de apostas. Ao nível das paradas, o desvio padrão pode ser aproximado através da seguinte expressão.

profit-and-loss-inarticle1.jpg

Em que o representa as probabilidades médias para o histórico de apostas e r o retorno real do apostador. O desvio padrão em lucros e perdas nas apostas de probabilidades de 5,00 é mais de quatro vezes superior às apostas em probabilidades de 1,25. Pressupondo que os retornos esperados (com base apenas na sorte) são de 100% (ou de valor igual), a pontuação t é dada pela seguinte equação:
profit-and-loss-inarticle2.jpg

Em que n é o número de apostas. Consequentemente, a pontuação t para retornos equivalentes e a duração do histórico de apostas será mais de oito vezes inferior às apostas em probabilidades de 5,00 em comparação com 1,25.

Deve ser evidente que rendimentos superiores conseguidos através de apostas em probabilidades mais longas, tal como é típico de mercados como as corridas de cavalos, não são necessariamente um sinal de um melhor talento de previsão. A mesma quantidade de sorte consegue retornos com percentagens superiores.

Assim, as comparações de históricos de apostas que considerem apenas os retornos de percentagens, tal como é comum nas sugestões de apostas, são fundamentalmente enganadoras. Considerando as apostas de probabilidades, a pontuação t fornece uma medida da qualidade do retorno ajustado ao risco além das expetativas.

Calcular o acaso 

O último passo consiste em converter a pontuação t numa probabilidade (o valor p) que um histórico de rentabilidade pode produzir por mero acaso. Quem utiliza o Microsoft Excel pode utilizar a função TDIST. Isto assume a forma de TDIST (t, graus de liberdade, caudas), em que t é a pontuação t e os graus de liberdade representam o número de pedaços de dados independentes e são equivalentes aos números de apostas menos um.

O argumento de diminuição pode ser um (para o teste t unicaudal) ou dois (para o teste t bicaudal). Uma vez que só estamos interessados no facto de um lucro ser estatisticamente significativo, neste caso, é preferido o primeiro argumento (unicaudal). Alternativamente, é possível utilizar uma calculadora online onde pode introduzir estes valores.

A tabela abaixo mostra alguns exemplos de pontuações t e os valores p correspondentes para histórias de apostas de 100 apostas e um retorno no investimento de 120%.

Probabilidades

Pontuação t

Valor p

1,5

3,33%

0,06%

1,75

2,46

0,78

2

2,04

2,19%

2,5

1,60

5,63%

3

1,36

8,83%

4

1,09

13,89%

5

0,94

17,56%

10

0,62

26,98%

25

0,37

35,45%

50

0,26

39,72%

Evidentemente, as probabilidades médias com que alguém aposta têm uma grande influência na sua rentabilidade e se pode ser considerado um caso de sorte ou de habilidade. Um retorno de 120% de 100 apostas com probabilidades de 10,00 ou mais deve ser considerado em grande medida como uma consequência de pura sorte.

Por outro lado, se um apostador tiver mostrado o mesmo retorno ao apostar em preços de probabilidades, é muito mais provável que a rentabilidade resulte da sua habilidade. Consequentemente, ao comparar históricos de apostas, por exemplo de quem sugere, não basta analisar a sua percentagem de retornos, mas também a duração dos seus recordes e as probabilidades com que foram alcançados.

Recursos de apostas - Capacitar as suas apostas

Os Recursos de apostas da Pinnacle são um dos conjuntos mais abrangentes de conselhos de especialistas sobre apostas que se podem encontrar online. Dar resposta a todos os níveis de experiência - o nosso objetivo é simplesmente capacitar os apostadores a obterem mais conhecimentos.